dom 24 out 2021
HomeEsportesFim do Campeonato Paranaense instiga balanço de resultados

Fim do Campeonato Paranaense instiga balanço de resultados

Depois de um campeonato cheio de particularidades, alguns times já começaram a colher os frutos. O Coritiba teve sua primeira glória – após a conquista do tetracampeonato – nesta terça feira (13), quando o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, lembrou o time como uma referência para o esquema tático que será utilizado na Copa das Confederações.

O torcedor do Coritiba Rodrigo Santos não acredita que a citação seja motivo de exaltação. “Eu fiquei muito orgulhoso, como todo torcedor coxa-branca, mas dizer que o Coritiba de 2013 é referência para a seleção, eu discordo. O sistema tático, o elenco que temos, pode até ser, mas há muito que melhorar ainda para nos tornamos uma equipe de excelência”, disse.

Coritiba é tetracampeão; jogadores comemoram com a torcida. Foto: Divulgação

Rodrigo Santos falou sobre a visão da arquibancada. Segundo ele, o Coritiba não desmerece o Paranaense. “É claro que a prioridade é a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, mas o Coritiba encara o Campeonato Paranaense como um campeonato que tem que ser jogado como qualquer outro. Nós queremos títulos, não importa de quais campeonatos”, declarou o torcedor apaixonado.

O primeiro questionamento sobre a efetividade deste Coritiba veio na noite da última quarta-feira (15). Em Manaus, para o compromisso contra o Nacional pela Copa do Brasil, o alviverde foi goleado de forma surpreendente. O time amazonense venceu a partida por 4×1 e, para continuar na competição, o Coxa terá que fazer pelo menos três gols e não levar nenhum no Couto Pereira. A folga programada até domingo será adiada para que a equipe siga os treinamentos em Curitiba.

O lado rubro-negro

O Atlético chega à temporada nacional com muitas promessas. O grupo sub-23 recebeu vários elogios por ter chegado à final, mesmo depois de enfrentar questionamentos. Os atletas da equipe secundária do rubro-negro têm agora a primeira oportunidade de conquistar uma vaga no time principal. Sob o comando de Arthur Bernardes, a equipe sub-23 embarca para a Europa para disputar um torneio amistoso. Alguns jogadores, contudo, ficaram no Brasil, porque carimbaram o passaporte para o time principal. O goleiro Santos, o lateral Leo, o zagueiro Rafael Zucchi, os meias Marcos Guilherme e Zezinho e os atacantes Crislan e Douglas Coutinho treinarão agora como gente grande.

Para o torcedor atleticano Paulo Perussolo, a escolha pela equipe sub-23 foi uma boa iniciativa, mas a ausência do time principal fez diferença. “Foi bom para revelar jogadores, nem o presidente do Atlético esperava isso! Mas eu usaria o sub-23 apenas no 1º turno, porque o Paranaense é importante para o Atlético e não há outra possibilidade maior de título”, disse. Sobre a Copa do Brasil e o Brasileirão, Perussolo acredita numa possibilidade remota de título. “Com os gastos com a Arena para a Copa do Mundo, acredito que o Atlético não vai investir muito no Brasileiro. Espero que o time faça uma campanha mediana, no mínimo, e sem risco de rebaixamento”, afirmou o rubro-negro.

Perspectivas paranaenses

Coritiba, Atlético, Paraná Clube e Londrina estão classificados para a Copa do Brasil 2014. Londrina e J. Malucelli, os dois melhores colocados do Estadual que não estão alocados em nenhuma outra divisão, conquistaram uma vaga na série D deste ano. O primeiro rebaixado foi o Nacional, com apenas 6 pontos. Junto com o time de Rolândia, o Paranavaí também não teve forças para se manter entre os principais clubes do estado e vai disputar a Divisão de Acesso 2014.

O ídolo artilheiro

Alex foi o artilheiro do Paranaense 2013 com 15 gols. O título simbólico, combinado com o tetracampeonato do Coritiba, serviu para premiar a volta do craque ao futebol brasileiro. O troféu de campeão do Paraná foi o primeiro do ídolo com a camisa coxa-branca.

Força do interior

O Londrina não conquistou o título principal nem uma vaga na final, mas foi o grande destaque da competição com a melhor classificação geral. O Tubarão faturou o campeonato do interior em cima do Operário. Na última partida, a torcida compareceu em peso para apoiar o time. Em número de público, inclusive, o time do Norte também foi campeão. A decisão do 1º turno entre Londrina e Coritiba teve a maior média da competição, com quase trinta mil pagantes, e foi superada apenas pelo público da final Atletiba. Agora, o Londrina volta aos treinos de olho na participação no Campeonato Brasileiro da Série D.

Londrina tem a melhor média de público do Paranaense. Foto: Divulgação

Polêmicas do Campeonato

Arbitragem de Londrina x Coritiba. A final do 1º turno do Paranaense foi repleta de divergências. Além da rivalidade criada entre as duas equipes, o árbitro da partida foi suspenso depois da marcação de lances duvidosos que dividiram a opinião das torcidas.

“Vamos Coxa. Domingo seremos campeões e matamos os porcos”, escreveu o zagueiro argentino Escudero em sua conta do Twitter. O jogador do Coritiba foi repreendido por publicar a ofensa aos rivais na rede social, mas virou ídolo nas arquibancadas do Couto Pereira. A torcida gritava o nome do zagueiro e entoava em alto som um termo indecoroso utilizado por Escudero para responder a um atleticano via Twitter.

Ditadura rubro-negra. O Atlético proibiu a imprensa de comparecer a seus jogos e treinos. Jogadores e comissão técnica foram proibidos de dar entrevistas. As coletivas também foram vetadas durante todo o campeonato. Outra polêmica que envolveu o presidente Mario Celso Petraglia disse respeito à arbitragem. O dirigente ameaçou não colocar o time em campo na final caso uma equipe de fora do estado não fosse escalada. A declaração não passou de ânimos exaltados no pré-jogo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes