Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
1xbet
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com

1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com

1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
betforward
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co

betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co

betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
deneme bonusu veren bahis siteleri
deneme bonusu
casino slot siteleri/a>
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Cialis
Cialis Fiyat
deneme bonusu
padişahbet
padişahbet
padişahbet
deneme bonusu 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet 1xbet untertitelporno porno
qua 17 jul 2024
HomeCulturaInclusiva, peça “Ilíada em libras” fica em cartaz até domingo

Inclusiva, peça “Ilíada em libras” fica em cartaz até domingo

Espetáculo, no Teatro Novelas Curitibanas, coloca em palco ator Jonatas Medeiros para atuar com Rafaela Hoebel e interpretar de forma inédita a epopéia clássica de Homero em língua de sinais

O Teatro Novelas Curitibanas deixa em cartaz, até o próximo domingo (30), uma adaptação inédita do épico grego Ilíada em Língua Brasileira de Sinais (Libras). O espetáculo, em cartaz desde o último dia 20, é resultado de uma parceria já de uma década entre a Cia Iliadahomero e a Fluindo Libras, e conta com o diálogo contínuo entre a comunidade surda e ouvinte.

A narração de Fernando Marés para o público ouvinte adiciona uma dimensão extra de imersão e envolvimento na produção. Para garantir um bom entendimento e inclusão total, a apresentação conta com intérpretes especializados que facilitam a comunicação entre ambos os públicos, tornando a experiência acessível a todos. Jéssica Rodrigues, de 31 anos, relata que apesar de não entender libras, a interpretação e a atuação tornam a obra de fácil entendimento, devido às movimentações e expressões do ator.

A montagem teatral, que tem cerca de uma hora de duração, foi desenvolvida no núcleo conhecido como Sala 603, com a direção de Octavio Camargo (ouvinte) e Rafaela Hoebel (surda) (Veja vídeo abaixo). O lugar em questão é uma casa que reúne vários artistas para produzir arte, um espaço dedicado à uma constante conversa entre a comunidade surda e ouvinte. Outras obras promovidas por eles já foram ao ar, como Surdo, logo existo, de 2019.

A iluminação, concebida pelo renomado iluminador Beto Bruegel, é mais um dos destaques da apresentação, mostrando-se fundamental para o sucesso da produção. Com mais de 50 anos de carreira e um currículo com mais de 700 peças, Bruegel demonstra como esse elemento cênico é crucial para acompanhar a narrativa e conduzir a história. Desde a alvorada ao crepúsculo, a luz se adapta magistralmente, imitando o sol da manhã e o entardecer da noite, proporcionando uma experiência imersiva e envolvente para o público. 

A epopéia de Homero foi totalmente traduzida e interpretada em libras, já que a língua não possui tradução exata com o português. O ator Jonatas Medeiros conta que esteve presente na elaboração da obra desde o começo, em 2013, e que, mesmo que tenha que atuar todos os personagens e cenários, a maior dificuldade encontrada no processo foi a de achar imagéticas correspondentes para a língua de sinais. Trata-se de um longo processo de pesquisa. “A dificuldade é o fato de historicamente não ter esse repertório linguístico, um banco de dados, um dicionário para poder acessar e produzir a ‘tradição’.”

“Antes de ter um estado com políticas linguísticas, educacionais e de acesso, a igreja era uma das únicas instituições que acolhiam, tanto do ponto de vista de assistência social quanto linguístico, as pessoas surdas”

Jonatas Medeiros, ator

O ator aprendeu libras na década de 1990 dentro da igreja, época em que as políticas públicas e legislações não eram tão fortes para garantir aos surdos o direito de acessar o teatro e o cinema. Ele entende a necessidade da democratização da arte dentro das salas de cinema e teatro para – e com – a comunidade surda, pois afirma que até hoje a legislação não consegue, sozinha, suprir essa lacuna.

Fotografia do espetáculo Ilíada em Libras – Canto I, na frente o ator Jonatas Medeiros (Foto: Gilson Camargo @olharcomum)

SERVIÇO

Ingressos: Grátis
Data(s): até 30/04/2023 – 5ª e 6ª feira, sábado e domingo
Horário(s): 20h
Público Dirigido: não
Classificação: Livre
Espaço Cultural: Teatro Novelas Curitibanas
Núcleo Regional: Regional Matriz

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo