qui 21 out 2021
HomeDestaquesShow de Zeca Baleiro com Orquestra à Base de Corda cativa curitibanos...

Show de Zeca Baleiro com Orquestra à Base de Corda cativa curitibanos

Chuva iminente não espantou o público
Créditos: Ana Paula Moura

O céu escuro que anunciava chuva para o início da tarde de sábado (10) não impediu que os curitibanos conferissem o show de Zeca Baleiro no palco Riachuelo. O cantor maranhense, alegre com o bom tempo da cidade, tocou junto à Orquestra à Base de Corda, grupo artístico da Fundação Cultural de Curitiba que pesquisa e divulga a música brasileira. De acordo com a organização do evento, mais de 15 mil pessoas estiveram na Praça Generoso Marques, onde a estrutura foi montada.

Marcada para às 13h30, a apresentação começou pontualmente com a abertura da Orquestra. Em seguida, Baleiro subiu ao palco e entreteve o público com canções clássicas como Telegrama, Quase Nada, Babylon e Samba do Approach, sem deixar de lado canções de seu último trabalho, “O Disco do Ano”, lançado em abril.
No mês passado ele veio à cidade em turnê do lançamento do disco. O cantor afirmou estar feliz em voltar à Curitiba. A estudante Kimberly Ferreti, 21, disse ter gostado da interação de Baleiro com quem assistia ao show e que até mesmo alguns equívocos ocorridos durante a apresentação foram perdoáveis. “Teve a parte que ele esqueceu a letra, mas isso é super natural”, disse ela, referindo-se ao momento em que o cantor precisou começar a canção Lexotan, de André Abujamra, novamente.

O estudante de jornalismo Johnatan Reis, 23, veio de Brasília para um congresso e também aproveitou para conferir as atrações da Virada Cultural. Para ele, a ameaça de chuva não foi motivo para deixar de aproveitar o show. “Já tomei bastante chuva aqui, então mais um pouquinho não faria diferença”, brinca.
O diretor musical da Orquestra à Base de Corda, João Egashima, aprovou a recepção. “Foi fantástica, o público era muito bom, a energia era muito boa, foi um show muito emocionante”, comemora.

União

A parceria de Egashima com Baleiro já vem de longa data. Há mais de quatro anos ambos já conversavam sobre unir a obra da Orquestra com a do cantor. No início do ano passado, durante a Oficina de Música, Egashima convidou o maranhense pela primeira vez para uma apresentação especial no Teatro Guaíra junto ao grupo. O resultado e a aprovação do público, de acordo com o diretor, surpreenderam. Um ano depois, o anfitrião foi Zeca Baleiro. Ele convidou a Orquestra para tocar no Auditório Ibirapuera, em São Paulo.

Créditos: Ana Paula Moura
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes