seg 18 out 2021
HomeComportamentoA Economia agora é Criativa

A Economia agora é Criativa

A935
A iniciativa cultural proposta pela Atmosfera 935 é composta de exposições,música, gastronomia, tendo com foco vendas e divulgação   (Foto: Thaíssa Falcão)

O conceito gerado em torno da Economia Criativa foi formulado pelo autor inglês John Howkins no livro “The Creative Economy”, em 2001. Segundo o britânico, esse tipo de economia é resultado das pessoas explorando e exercitando a imaginação com viés ligado ao valor econômico.

Usando a criatividade, o intelecto e o conhecimento para criar, produzir, e distribuir produtos e serviços, esse tipo de economia se destaca. Em Curitiba, por exemplo, a Noiga inova trazendo acessórios de moda pela impressão 3D e é a primeira no Brasil com essa produção. Outra marca da capital paranaense é a Ovelha Negra Underwear, a marca de lingerie que tem orgulho de se denominar feminista, “Nosso foco é a mulher, o conforto dela. Fizemos para a mulher, que mulheres comprem para elas mesmas se sentirem bem”, conta Maria Eduarda, uma das proprietárias.

Mercado Criativo

O coletivo Atmosfera 935 foi criado há dois meses com o objetivo de reunir e realizar intercâmbio de público entre marcas autorais curitibanas com enfoque na criatividade e fortalecer esse mercado que está em crescimento na cidade. Austral, Noiga, Que Comam Doces!, Ovelha Negra e Louis unem forças e sintonizam o cenário inovador em design, arte, gastronomia, e moda.

Uma das organizadoras e também proprietária da Noiga, Renata Trevisan, conta que a capital paranaense tem tudo para evoluir e ser uma cidade tendência na área, “Os curitibanos estão bem abertos, com muitos eventos de Economia Criativa sendo realizados, divulgando marcas, artistas, ações, palestras”, comenta.

Além disso, eventos para reunir marcas de Curitiba auxiliam na divulgação e no contato entre o consumidor e o produto, já que muitas marcas têm o foco em vendas online, e trazer os produtos para o ‘offline’ ajuda o consumidor a ter mais confiança no que está comprando. O primeiro evento do coletivo aconteceu no dia 9 desse mês.

Atmosfera Criativa

O evento, que teve público estimado de 700 pessoas, foi realizado no espaço Das Nuvens, criado há cerca de cinco meses. Localizado no 21º andar do Edifício Tijucas, o espaço é de trabalho e ateliê colaborativo, focado na criatividade e co-working. O Das Nuvens ainda oferece oficinas desenvolvendo a criatividade.

Uma das proprietária do espaço, Karla Keiko, também acredita que Curitiba é uma potência e pólo consumidor na área. “A cidade tem muita produção cultural impecável e efervescendo”, conta.

Segundo Karla, é necessário se reconhecer e saber o que pode ser oferecido à comunidade “É preciso focar na economia e produção local, para que tenha-se conhecimento do mercado curitibano e que não sejamos engolidos por produções apenas de São Paulo e Rio de Janeiro”, enfatiza. “Através desse fio condutor, a criatividade, a brincadeira, espontaneidade consegue curar muito mal social. Tem muita coisa falindo nessa estrutura, e a economia é uma delas”, completa Karla.

Além de interessados na marca, a iniciativa contou com consumidores potências. “Objetivo era conhecer o coletivo, e quem produz os produtos, como ele são feitos. Aproveitei e comprei presentes de aniversário atrasados”, conta Mariana Amaral Thomás.

Saiba mais

Conheça o Atmosfera 935 e fique atento às oficinas realizadas pelo espaço Das Nuvens.

Confira a galeria do Jornal Comunicação sobre o evento clicando aqui.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes