sex 22 out 2021
HomeDestaquesDesfile apresenta "esculturas andantes" no Centro de Criatividade de Curitiba

Desfile apresenta “esculturas andantes” no Centro de Criatividade de Curitiba

Desfile reuniu esculturas que usaram o próprio corpo como suporte
Créditos: Flaécia Gomes

Será que esculturas andam?! Para quem assistiu ao desfile “Esculturas Andantes” neste domingo (11), a resposta é sim. “Nunca tinha visto uma apresentação como essa, onde verdadeiras esculturas desfilaram”, disse Ana de Oliveira, após assistir ao desfile que fez parte da programação da Virada Cultural de Curitiba.

“Esculturas Andantes” foi idealizado por Elvo Benito Damo, escultor e professor responsável pelo Ateliê Livre de Escultura. “Pensei nesse projeto inspirado no livro ‘As palavras andantes’ de Eduardo Galeano. A proposta foi usar o corpo como suporte”, explica Elvo.

O projeto teve duas etapas. A primeira aconteceu durante todo o sábado (10) e no domingo (11) pela manhã, onde os artistas construíram suas esculturas. A segunda etapa foi a exposição das esculturas no desfile que aconteceu às 16h de domingo no Centro de Criatividade de Curitiba (CCC).

Todas as esculturas foram produzidas com materiais recicláveis, como papéis, banners, arames, restos de espuma, papelão, vinil e plásticos, todos disponibilizados pelos organizadores.

Para a coordenadora do Centro de Criativade de Curitiba, Daici Lara, um dos objetivos do projeto na Virada Cultural foi fazer com que os curitibanos e os estudantes universitários entendessem o espaço e se integrassem a ele.

As esculturas foram produzidas por grupos de alunos de design, moda e arquitetura, da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), da Pontifícia Universidade Católica (PUC-PR), da Faculdade de Artes do Paraná (FAP) e por alunos do Ateliê de Esculturas do CCC. O evento contou também com a participação de Evaldo Lima, que produziu esculturas nos cabelos das modelos.

A maioria das esculturas fez referencia à natureza. Para a equipe de estudantes da PUC, participar do projeto foi uma experiência única. “Aprendemos a trabalhar em grupo, a improvisar e a ver que com materiais alternativos podemos fazer arte e resolver problemas”, contou Luisa Ruari Bortoli, estudante de arquitetura.
O projeto envolveu os artistas. “Foi sofrido, cansativo e ao mesmo tempo muito divertido trabalhar num espaço diferente e com materiais surpresas nesses dois dias”, disse Aline Pulceno Sielski, aluna de moda da Tuiuti.

A Cabra de Picasso X Bumba meu boi

Unindo o clássico ao popular, a equipe de escultores dirigida por Elvo Damo, idealizou uma escultura que mesclou A Cabra de Pablo Picasso e o Bumba meu boi.
“A proposta para a Virada Cultural foi desafiante e inspiradora. O trabalho de escultor é muito solitário e hoje estamos vivendo uma situação atípica, trabalhando em grupo”, disse Letícia Muradas, aluna do Ateliê de Esculturas do Centro de Criatividade de Curitiba.

A escultura foi produzida por uma equipe de sete alunos do Ateliê de Esculturas e por Elvo. Os artistas utilizaram basicamente arame, papéis e pedaços de ferro, que deram suporte à escultura.
O brilho no olhar dos integrantes da equipe, enquanto construíam a estrutura da Cabra, era nítido. Para Alan Ganzalez e Natália Lara, escultores chilenos, “o projeto proporcionou uma experiência importante e especial. Trabalhar com quem respira arte é maravilhoso”, disse Natália.

Construção das esculturas foi uma das etapas do evento
Créditos: Flaécia Gomes
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes