qui 21 out 2021
HomeUFPRProjetos da UFPR oferecem castração de animais

Projetos da UFPR oferecem castração de animais

A Unidade Móvel de Esterilização e Educação em Saúde (Umees), conhecido como Castramóvel, nasceu em 2010 como um iniciativa para ajudar as regiões carentes e complementar o ensino prático dos alunos de Medicina Veterinária. No final do ano passado, a Pró-Reitoria de Administração (PRA) teve a iniciativa de fazer um projeto semelhante, o Help Dog, para servidores, professores e alunos da UFPR.

Simone Domit Guérios é uma das professoras de veterinária responsável pelo Castramóvel e, agora, o Help Dog. O primeiro é um projeto de extensão do curso, formado por alunos do primeiro ao quinto ano. Os graduandos realizam palestras – educação de saúde para pets – e algumas castrações em áreas carentes  de Curitiba e Região Metropolitana. “O lugar que mais ajudamos até agora foi Pinhais. Percebemos resultados quando visitamos, há pouco tempo, e os cachorros eram melhor cuidados, os donos passaram a levá-los ao veterinário e a ficarem mais atentos a saúde dos animais”, conta a professora. “É o projeto preferido dos alunos pois envolve uma parte social, não só clínica. É uma realidade bem diferente da que eles vão ter se trabalharem em um hospital veterinário particular, por exemplo”,completa Simone.

Em 2012, a PRA recebeu algumas reclamações da vigilância por causa de cachorros que atacaram um aluno e um professor no campus do Politécnico. O assunto levou a servidora da PRA, Ilvia Valéria Hortz, a procurar alguma forma de ajudar os animais. Primeiro, algumas placas e explicações foram colocadas no campus, alertando para não alimentar os cachorros. Como não parecia suficiente, para expandir o benefício tanto aos animais quanto aos servidores, surgiu o projeto Help Dog.

Bisteca foi um dos bichinhos beneficiados pelo Help Dog.
Foto: Denise Wolff

A ideia, que não tem fins lucrativos, consiste em um conjunto de palestras, pré-avaliação e cirurgias para castração nos bichinhos dos funcionários da UFPR. Com aproximadamente três meses de organização, Ilvia entrou em contato com professores do curso de veterinária para que o projeto pudesse acontecer. “É importante para todos que haja conscientização, conhecimento em relação a tratamentos, doenças e cuidados. É bom para os pets e para os donos”, afirma a servidora.

A PRA foi responsável pelo nome do projeto e pelo levantamento dos donos que participariam, com prioridade para servidores, professores e alunos, nesta ordem. Em abril, com a ajuda dos alunos e professores do curso de Medicina Veterinária, o programa foi colocado em prática. Denise Wolff dos Santos é dona de duas cadelinhas vira-latas, Ava e Bisteca, que foram castradas pelo Help dog. “Houve preparação, palestras, atendimento e as cirurgias foram bem tranquilas. As duas reagiram muito bem depois”, comenta Denise. O benefício atingi tanto o animal quanto o bolso dos donos, já que ambos os projetos – Castramóvel e Help Dog – são gratuitos. “Eu tenho duas cadelas, mas é difícil ter condições para pagar cirurgia para as duas. Se elas engravidassem, como eu ia fazer com os filhotes? O melhor foi castrar”, conclui Denise.

Até agora, vinte e um gatos e cachorros já foram beneficiados e castrados. A ideia é transformar a iniciativa  do Help Dog em um projeto anual.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes