qua 20 out 2021
HomeComportamentoMercado de desenvolvimento de jogos eletrônicos cresce em Curitiba

Mercado de desenvolvimento de jogos eletrônicos cresce em Curitiba

Global Game Jam reuniu em torno de 300 profissionais em Curitiba no campus da PUCPR, na edição de 2015. (Foto: Divulgação)
Global Game Jam 2015 reuniu em torno de 500 pessoas em Curitiba no campus da PUCPR (Foto: Divulgação)

Empresas que atuam no desenvolvimento de jogos digitais começam a ganhar relevância nos âmbitos cultural e econômico. De acordo com dados do Sebrae, o setor de desenvolvimento de games cresceu em torno de 30% nos últimos anos. Em Curitiba a prova disso é que no ano de 2015 a Fundação Cultural da cidade incluiu os jogos digitais entre os projetos de subsídio cultural.

Um dos fatores que podem ter influenciado essa ação é o Global Game Jam, evento que reúne desenvolvedores de games durante três dias.. O evento é uma experiência para os desenvolvedores novatos, pois aumenta o currículo dos participantes, cria networks e lança o nome do profissional para as grandes empresas do setor.

Outro grande fator do evento é desmistificar o processo de criação de um jogo, mostrar que é difícil, mas não impossível. O processo de criação de um jogo é composto de quatro partes principais: o setor gráfico, que faz a arte do jogo; a programação, que define os comandos; a trilha sonora, que é presente no jogo todo, seja em uma música no fundo ou nos sons de ações e por fim o game designer, que desenvolve o roteiro e os personagens presentes no jogo.

E dentro desse processo entram várias pessoas para ajudar a desenvolver o jogo. Segundo o programador Mauro Leandro Pasqual, não precisa ter uma habilidade específica ou ser nerd/geek para contribuir. “Na verdade os estereótipos de desenvolvedores são dos mais diversos estilos, desde que goste de jogos é claro. Por exemplo, se você é um músico e gosta de jogos, pode ajudar a desenvolver um jogo fazendo a música e efeitos sonoros. Todo mundo pode contribuir para o desenvolvimento do jogo com o que sabe”, comenta.

Jogo Today
Em 2015 a equipe Hoyt Hoy (em que Mauro e Fernando fazem parte), produziu o jogo Today, relacionado às manifestações de 2014 e foi muito elogiado pela arte e música. (Imagem: divulgação)

Além do mais, para quem opta por fazer algum curso na área de Jogos Digitais, o mercado de trabalho é promissor.  Segundo o desenvolvedor de jogos, Fernando Scaff Moura, que trabalha na Freddy Bear Games, ainda tem bastante espaço para quem quer investir na área. “Nesse momento o mercado está crescendo, a nossa empresa está com um aumento no número de pessoas e de projetos e assim, nós percebemos que outras empresas querem surgir, isso é muito promissor para o futuro”, afirma.

Mas se engana quem acha que trabalhar com jogos vai fazer o hobby se tornar algo chato. O desenvolvedor e professor de Game Design na Universidade Positivo, Rafael Baptistella Luiz, comenta que trabalhar com jogos não afeta o gosto pelo vídeo game. “Trabalhar com jogos não significa se divertir jogando. O trabalho é extremamente difícil e cada um é responsável por uma parte do projeto. É por isso que o trabalho não afeta em nada o hobby“, conta.

  

As mulheres no mercado

O ambiente de criação e desenvolvimento de jogos digitais possui alta adesão do  público masculino. Segundo uma pesquisa da incubadora catarinense  Labindie, o mercado de criação de games é composto de apenas 10% de mulheres no Brasil. Por outro lado a Entertainment Software Association (ESA) publicou um dado em 2014 que 48% dos consumidores de videogame são mulheres.

Esse contraste de pesquisas revela que mesmo com o crescimento do número de jogadoras o percentual de desenvolvedoras não acompanhou o ritmo. O ambiente no qual estas mulheres trabalham se torna difícil por apresentar um salário até 40% inferior aos dos homens. A discriminação com as mulheres neste mundo não fica apenas na criação, blogueiras que comentam sobre jogos são ameaçadas somente por falarem do assunto e os estereótipos femininos são apresentados em muitos games de sucesso.

A professora Gabriela Federman, 24 anos, formada em Desenvolvimento de Jogos pela Universidade Positivo superou o preconceito e as dificuldades desse setor: “Escolhi fazer o curso por dois motivos, primeiro porque amo os gráficos, jogabilidade e desafios. Segundo porque me pareceu um ótimo trabalho, aquele em que você pode divertir as pessoas e criar sem limites”, relata.

Gabriela comenta que a discriminação existe, como em diversos setores, mas que a mudança deve vir diretamente das pessoas que trabalham na área “Existe preconceito sim, mas eu acho somos tão capazes quanto (os homens), a alteração no tratamento com a profissional de jogos vai mudar de acordo com as pessoas ao lado dela”.

Mas existe o lado que apaga esta visão machista e prova que talento supera o preconceito, um dos maiores exemplos de mulheres que venceram o machismo da indústria de jogos é Jade Raymond, ex-presidente da Ubisoft Studios. Ela já produziu games da franquia Assasin’s Creed, que vende milhões de cópias em todos os seus lançamentos.

Os Jogos do Global Game Jam

Conheça um pouco dos jogos brasileiros produzidos no Gobal Game Jam 2015:

Horrible-Night_choices-1024x576
A Horrible Night (Imagem: divulgação)

A Horrible Night
O objetivo de A Horrible Night é fazer escolhas que aparecem no caminho: alguém que pede comida ou esmola, algo suspeito no meio da estrada para investigar ou passar algum tempo ou não em uma pousada. Em cada ação você ganha ou perde dinheiro (ou mesmo sanidade). Possui batalhas com monstros e zumbis em um estilo de RPG.

Today
O jogo, pensado na época das manifestações brasileiras, tem como objetivo atrair mais pessoas para a manifestação e avançar até o final da fase de maneira pacífica. Mostrando que é possível fazer manifestações, ser ouvido e ter reivindicações sem violência.

CTL460K-Station
Jogo CTL460K Station. (Imagem: divulgação)

CTL460K Station
É a aventura de um astronauta que precisa resolver pequenos problemas em uma base espacial.

My Other Selves
Esse é um puzzle de perspectiva isométrica e mecânicas sólidas. Você precisa encontrar a saída de um labirinto repleto de obstáculos, que só podem ser superados com a ajuda de guias espirituais do candomblé, como Erê e Pombagira.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes