dom 24 out 2021
HomeDestaquesComerciantes sofrem consequências da greve dos motoristas e cobradores na Praça Rui...

Comerciantes sofrem consequências da greve dos motoristas e cobradores na Praça Rui Barbosa

Rua da Cidadania fica vazia em dia de greve. (Foto: Aléxia Saraiva)

Nem metade dos vendedores da Rua da Cidadania Matriz foi ao trabalho nesta quarta-feira, devido à greve de motoristas e cobradores que atingiu Curitiba e Região Metropolitana. O local agrupa inúmeros camelôs e tem um grande fluxo diário, mas hoje eram raros tanto comerciantes quanto clientes.

Edviges Perin trabalha no local há 23 anos e utiliza o transporte público todos os dias. Teve que pedir carona para vir abrir seu negócio. “Geralmente tenho pelo menos 15 clientes. Hoje atendi 2”. Há três anos com uma loja de óculos, William Cardoso tem carro, mas também foi afetado pela greve: de 30 clientes diários, hoje atendeu 4.

Nas canaletas da praça, vans e carros, credenciados pela Urbs, aguardavam passageiros . O serviço disponibiliza transporte terceirizado para passageiros por R$6,00. Luiz Alberto Meller é aposentado e aproveitou a greve para cadastrar seu carro e oferecer a alternativa. “É uma boa oportunidade para quem precisa, mas a procura é muito baixa”, afirma.

A Praça Rui Barbosa concentra 60 das 355 linhas de ônibus da Rede Integrada de Transporte (RIT) e diariamente tem uma movimentação intensa, mas hoje não havia ônibus e a maioria das pessoas na praça eram motoristas à espera de passageiros. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes