Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
1xbet
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
betforward
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
deneme bonusu veren bahis siteleri
deneme bonusu
casino slot siteleri/a>
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
https://treirb.net
deneme bonusu veren bahis siteleri
https://www.getbetbonus.com
seg 24 jun 2024
HomeNotas comunicaçãoDiretora de redação da Gazeta do Povo conversa com estudantes no Decom

Diretora de redação da Gazeta do Povo conversa com estudantes no Decom

“Nós não disputamos mais o espaço físico, disputamos o tempo das pessoas. E precisamos envolver o público, porque ele tem pouco tempo”, disse Maria Sandra Teixeira Gonçalvez, diretora de redação da Gazeta do povo, que na última quinta-feira (11) esteve no auditório do Departamento de Comunicação Social (Decom) da UFPR.

“Estamos perdendo a capacidade de diálogo e isso é totalmente desafiador para a Comunicação”, diz Maria Sandra Teixeira, diretora de redação da Gazeta do Povo (Foto: Mariana Angulski/Prattica)
“Estamos perdendo a capacidade de diálogo e isso é totalmente desafiador para a Comunicação”, diz Maria Sandra Teixeira, diretora de redação da Gazeta do Povo
(Foto: Mariana Angulski/Prattica)

Durante cerca de uma hora e meia, Maria discutiu o cenário atual do jornalismo, seus dilemas, alertas e possíveis soluções. Dentre os diversos pontos que representam desafios ao fazer jornalístico atual, a diretora destacou a urgência de espírito público em face ao individualismo; o excesso de informações, que gera ansiedade e a perda da noção de prioridade; o tempo escasso e a atenção fragmentada concedida aos afazeres, especialmente à leitura, e os interesses cada vez mais específicos do público. Com 17 anos de trabalho na Gazeta do Povo, jornal no qual entrou em 1998, Maria Teixeira tem legitimidade para tecer um panorama geral do jornalismo e fazer previsões — ou ao menos apontar horizontes.

A palestra reuniu cerca de 35 pessoas, número pequeno em relação a capacidade do auditório, de 104 pessoas. Apenas 5 presentes não eram estudantes do Decom, mesmo que a palestra fosse aberta ao público. “Nem todos os estudantes se dispõem a sair de casa e ir até o Decom assistir uma palestra”, diz Letícia Brod, uma das organizadoras do evento pela Prattica, agência experimental de Relações Públicas da UFPR. Ela aponta como motivo para o numero reduzido de público o clima, frio e chuvoso naquela quinta-feira, e outros eventos que ocorreram simultaneamente ao evento, como aulas e o ensaio da bateria do curso de Comunicação Social.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo