ter 04 out 2022
HomeDestaquesProfissão de Relações Públicas é valorizada em evento na UFPR

Profissão de Relações Públicas é valorizada em evento na UFPR

Identifique-se RP, evento on-line organizado por estudantes de Relações Públicas, traz Guilherme Alf e Maria Aparecida Ferrari para debater a profissão

Na próxima terça-feira (19), às 19h, a turma de estudantes da disciplina de Projeto Agência I, do curso de Relações Públicas da UFPR, organiza um evento on-line, transmitido no canal do Jornal Comunicação no YouTube, que traz dois profissionais da área para debater a carreira que foi regulamentada há mais de 50 anos no Brasil. Guilherme Alf e Maria Aparecida Ferrari vão debater as funções dos profissionais de relações públicas, mostrando cenários da academia e do mercado.

O evento foi planejado a partir da questão que todo estudante se depara durante o curso: ”O que faz um profissional de relações públicas mesmo?”. A maioria dos estudantes de RP conta que já ouviu esse tipo de questão de familiares, amigos e até mesmo de colegas de outros cursos da Comunicação. Para fortalecer a imagem desse profissional, os estudantes de Relações Públicas da UFPR organizam o evento Identifique-se. O evento faz parte da atividade da disciplina Projeto Agência I, ministrado pela professora Claudia Quadros. Dirigido aos estudantes e interessados na profissão, o evento vai discutir as funções de um relações públicas com uma pesquisadora e um profissional da área.

A área de atuação do profissional de Relações Públicas é bastante ampla. Logo, o que poderia ser um ponto positivo pode tornar-se um desafio para o estudante na hora de definir a própria profissão. Diante deste cenário, o evento tem a intenção de enfatizar o papel e valor do profissional de relações públicas dentro de uma organização. Por ter uma visão mais ampla da comunicação, esse profissional é essencial em várias fases do processo comunicacional. Porém, de que forma o profissional de Relações Públicas se torna essencial, quando confrontado a outros profissionais de comunicação? Publicitários e jornalistas, que também enfrentam crises em suas profissões, parecem não ter dificuldades em defini-las e nem enfrentam o desconhecimento das pessoas sobre as suas carreiras.

Convidados

Essa é uma das questões que fomentou a criação do evento Identifique-se RP e promete conduzir o debate. Os dois painelistas convidados possuem larga experiência sobre o assunto debatido. A professora Maria Aparecida Ferrari tem várias pesquisas que abordam aspectos teóricos e históricos das relações públicas. Guilherme Alf já exerceu a profissão em diferentes áreas de atuação e sempre procura debater a representatividade em seus diversos projetos.


Guilherme Alf

Guilherme Alf, o relações públicas que defende a profissão (Foto: Divulgação).

Formado em Relações Públicas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com MBA em Gestão, Empreendedorismo e Marketing. Atua no mercado da comunicação há mais de 20 anos, exercendo diversas funções. Criador da Escola de RP e RP Week, Guilherme Alf faz questão de destacar as diversas áreas de atuação e a questão da identificação em suas aulas. Ao lado da sócia Amanda Takassiki eles não param de ressaltar o mantra: “Todo Mundo precisa de um RP”. Em entrevista aos estudantes que o convidaram para participar do evento, disse: “Eu acho que o profissional de relações públicas é o profissional mais amplo! O RP tem uma leitura de cenário e um olhar macro muito interessante, e isso é algo que acaba se tornando um diferencial”.

“A gente precisa de referências e inspiração, principalmente quando somos jovens. E o interessante é que a profissão de relações públicas têm referências bibliográficas incríveis, com grandes autores e professores, mas faltam profissionais que estejam mais expostos, ou seja, não faltam bons profissionais, falta espaço e mídia para eles”.

Para ele, é necessário destacar profissionais que atuem como Relações Públicas para dar visibilidade à ocupação. A falta de um herói RP também é percebida pelos estudantes. “Encontro dificuldade em criar referências nas relações públicas pela falta de um ídolo que existem em outros cursos”, destaca a estudante Bruna Dias. O painelista convidado acrescenta:

Sobre o evento Identifique-se, Alf destacou que é “muito a favor desse tipo de evento, principalmente com profissionais que atuam no mercado, porque muitas vezes a academia só fornece a base e não tem essa função de preparar para o mercado. Esse tipo de evento complementa o conteúdo que o curso oferece, além de ser importante que o aluno tenha diferentes visões. A estudante Bruna Dias concorda com essa percepção e acredita que “o evento vai ajudar a direcionar os graduandos a analisarem seus perfis e encontrarem a identificação e o esclarecimento que precisam”.


Maria Aparecida Ferrari

Maria Aparecida Ferrari, professora e pesquisadora da USP (Foto: Divulgação).

Livre docente em Relações Públicas pela Universidade de São Paulo (USP), instituição onde realizou o mestrado e doutorado em Ciências da Comunicação. Ela tem duas graduações: Ciências Sociais pela USP e Relações Públicas pela Anhembi Morumbi.

Docente há mais de 20 anos, ela também é uma das fundadoras da ABRAPCORP – Associação Brasileira de Pesquisadores de Comunicação Organizacional e de Relações Públicas. Na sua pesquisa, a professora apresenta a profissão de RP como um conjunto de atribuições abrangente e complexo, tanto por seu caráter multidisciplinar quanto pela pluralidade de opções àqueles que vão exercê-la. Desse modo, o seu nome foi o mais votado entre os estudantes da UFPR que organizam o evento para representar docentes e pesquisadores no Identifique-se RP.

O trabalho da professora dialoga com as dúvidas frequentes experimentadas pelos estudantes do curso, como a dificuldade em escolher um segmento da profissão, como aponta a estudante Bruna Dias, quando questionada sobre a identidade profissional e as áreas de atuação. “Acredito que todos nós, estudantes, encontramos dificuldades desde a escolha do curso, mas comigo, foi o contrário, me identifiquei com RP logo que conheci a profissão. No entanto, entre tantas áreas de atuação, até hoje é confuso entender o que eu realmente gosto”, confessa.


O Manual do novo RP

Durante o evento, Guilherme Alf também vai apresentar o livro O Manual do Novo RP, lançado pela editora da PUCRS. Neste manual, ele fala sobre a universidade, formação, áreas de atuação e registra reflexões sobre a profissão. Traz orientações sobre o vasto mundo desta profissão. No livro, comenta Alf, “digo que é importantíssimo você aproveitar a faculdade, fazer o maior número de estágios que puder para que você conheça as áreas e tenha experiência, pois é só vivenciando essas áreas na prática para entender. Minha maior dica é: experimente!”.

Mais informações sobre o livro podem ser encontradas no site da Escola de RP.

Programação

Tema: Repensando as Relações Públicas no mundo do trabalho
Quando: 19 de abril, 19h
Onde: Canal do YouTube do Jornal Comunicação
Convidados: Maria Aparecida Ferrari e Guilherme Alf
Inscrições: gratuitas. Para receber certificado, inscreva-se aqui.

Redaçãohttps://jornalcomunicacao.ufpr.br/
Jornal-laboratório do curso de Jornalismo da UFPR.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Redaçãohttps://jornalcomunicacao.ufpr.br/
Jornal-laboratório do curso de Jornalismo da UFPR.