qui 23 maio 2024
HomeCidadeRevista Galáxia do Cinema entrevista produtor de Deserto Particular

Revista Galáxia do Cinema entrevista produtor de Deserto Particular

Antonio Gonçalves Junior relata a surpresa quando recebeu a pré-indicação ao Oscar e as dificuldades para gravar o longa

A revista Galáxia do Cinema, produzida por Luís Henrique Pacheco para a disciplina de Projeto Editorial e Gráfico do curso de Jornalismo da UFPR, se destaca com a entrevista do produtor de filmes paranaense Antonio Gonçalves Junior. O cineasta produziu o longa Deserto Particular, filme que a Academia Brasileira de Cinema e Artes escolheu para representar o país no Oscar de 2021. Apesar disso, a premiação internacional não indicou o filme.

Além disso, o produto também apresenta as resenhas cinematográficas de Pacheco para o blog Galáxia do Cinema, também criado pelo estudante. Na entrevista, Junior conta como ficou surpreso quando o filme da produtora curitibana Grafo Filmes teve a indicação ao Oscar anunciada para a categoria de melhor filme internacional.

O longa conta a história de Daniel, um policial afastado que mora em Curitiba e mantém uma relação a distância com Sarah, que vive no interior da Bahia. Então, quando ela para de responder suas mensagens, Daniel decide viajar para encontrá-la.

O cineasta também conta os desafios enfrentados para gravar em duas cidades separadas por milhares de quilômetros e no sertão nordestino. “Muita gente da equipe nem estava acostumada com um lugar tão quente assim, porque lá chegava aos 46ºC de temperatura”, destaca.

O material de Pacheco segue com resenhas de filmes clássicos como Vamos Sonhar (1936) e Cidadão Kyne (1941), mas também apresenta produções mais recentes, como a animação de fantasia WolfWalkers (2020).

Um deserto particular na Galáxia do Cinema

O estudante afirma que a ideia de fazer uma revista sobre cinema não é de hoje. “Como tenho meu blog, eu tinha a intenção de reunir alguns dos meus textos em um formato mais compacto. Então, vi a oportunidade de colocar isso em prática quando tive a disciplina de Projeto Editorial e Gráfico, do professor Zeca Fernandes. O cinema é a melhor arte que existe, porque é a única que atiça todos os sentidos das pessoas”, comenta.

Confira a revista completa abaixo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo