dom 21 abr 2024

Yearly Archives: 2007

Trabalho que paga com sorrisos




Imagine-se deitado em uma cama durante quatro horas, tendo seu sangue filtrado por máquinas e repetindo esse processo ao menos três vezes por semana. 12 horas ao todo, deitado numa cama de hospital: Essa é a realidade de quem sofre de insuficiência renal.

Lugar de homem é na cozinha




Eles inventam receitas, compram ingredientes exóticos, dobram as mangas e colocam as mãos na massa. Deixam de lado os churrascos de domingo para testar pratos inéditos, usam os sites de busca para procurar sobremesas e não dão a mínima para quem alfinete dizendo que cozinhar é coisa de mulher. Assam, fritam e ralam para garantir o salário no fim do mês ou enfeitam pratos para impressionar as mulheres. De uma forma ou de outra, é certo: os homens estão invadindo as cozinhas.

Cresce o trabalho voluntário em Curitiba




No dia 5 de dezembro é comemorado o Dia Internacional do Voluntário, mas não é de hoje que o voluntariado vem ganhando espaço na mídia e na sociedade. A atividade em Curitiba se expande cada vez mais, incentivada por instituições como o Centro de Ação Voluntária.

Dólar em baixa estimula viagens ao exterior




Para aqueles que sonham em passar as férias no exterior o momento não poderia ser mais propício. O atual preço do dólar, aproximadamente R$1,90, é um convite para o embarque.
Segundo o agente de viagens Stelio Costa, a queda do dólar impulsionou a venda de passagens para o exterior. "A procura por pacotes nacionais ainda é maior do que os internacionais. Porém, devido à baixa do dólar, houve um aumento das vendas destes pacotes em comparação com o mesmo período do ano passado", afirma.

Natal de Empregos




Fim de ano é período de festas e, principalmente, compras. Lojas cheias alegram os comerciantes, mas os clientes nem sempre ficam satisfeitos com o atendimento. Para manter a qualidade do estabelecimento, o aumento no quadro de funcionários é comum: são os conhecidos empregos temporários, vistos como oportunidade de fazer uma renda extra ou a esperança de ser efetivado, começando um Ano Novo com um novo emprego.

Voluntários para proteger o meio ambiente




Engana-se quem imagina que "salvar a natureza" se resume a fazer parte de uma organização não-governamental voltada para o meio ambiente, passando os dias amarrado a arvores para que não sejam cortadas ou limpando animais vítimas de um vazamento de óleo.

Mais que uma ação isolada




"As empresas consideram cada vez mais que as atividades voluntárias são de importância estratégica para contribuir para o alcance das suas metas de negócios. Ter funcionários que se voluntariam é considerada uma das formas mais rentáveis e de maior impacto no envolvimento na comunidade", diz Ken Allen, ex-presidente da International Association for Volunteer Effort (IAVE). O voluntariado, mais que uma experiência pessoal positiva, envolve outros aspectos: social e empresarial. Os voluntários não somente criam laços com as pessoas com as quais convivem, mas também enriquecem seu currículo.

Agroecologia reconcilia a sociedade e o meio




Todos os dias, pessoas morrem de inanição. Para que toda a população do planeta tenha uma dieta adequada, a Organização das Nações Unidas (ONU) estima que a produção de alimentos no planeta deva ser triplicada. No entanto, a má distribuição de renda, aliada aos problemas de esgotamento do solo, torna essa meta impossível de ser alcançada.

Via de mão dupla




Há aqueles que trabalham o dia todo e recebem, ao final do dia, o descanso merecido; outros que estão desempregados e passam os dias procurando emprego. Há ainda aqueles que não têm emprego, mas que também gozam de um conforto material por já terem dinheiro.

Cadastro nacional de doadores de medula chega a 500 mil




O Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome) atingiu em 2007 o número de 500 mil doadores cadastrados. Foram aproximadamente 200 mil cadastros até setembro, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), responsável pelo Redome. Até o mesmo mês, foram realizados mais de 100 transplantes entre não-aparentados no Brasil.

Chapa 2 vence eleições para o Sinditest




Com 988 votos, a chapa Sindicato Para Todos - Oposição Pra Valer (Chapa 2) foi eleita para a direção do Sinditest-PR, Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau Técnico de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral do Estado do Paraná, durante o biênio 2008/2009.

UFPR abre concurso para contratação de 180 professores




A UFPR realiza, em janeiro de 2008, concursos para a contratação de 180 professores. De acordo com o pró-reitor de Recursos Humanos, Carlos Alberto Pereira do Rosário, serão contratados professores efetivos para ocuparem as vagas deixadas por substitutos no final deste ano (quando grande parte dos contratos vence) e serão efetivados os substitutos restantes como parte do quadro de docentes definitivos. "Este será o maior aumento no quadro de professores dos últimos 20 anos", constata Rosário.

Sinditest vai às urnas para eleger seus novos representantes




Foram realizadas nesta última terça-feira (04) as eleições para o Sinditest, sindicato dos servidores técnicos administrativos da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e Fundação de Apoio da UFPR (Funpar). Quatro chapas estão na disputa. A votação foi realizada em diversos campi e edifícios administrativos, e transcorreu de forma tranqüila, de acordo com o presidente da comissão eleitoral Ivandenir Pereira.

Ruas ao redor da BR 277 ganham novo sentido




Várias ruas perto da BR 277 mudarão de sentido a partir das 10h desta quinta-feira, dia 6. As ruas Miguel Calluf, Sesinando Chaves, São Vicente Palloti, Duarte Cesino de Medeiros e Reinaldo Issberner passarão a ser mão única. Além disso, a rua Reinaldo Issberner passará a ser via preferencial em todos os cruzamentos até a rua Miguel Calluf e funcionará como uma continuação da rua Rodolfo Senff.

Dormindo em serviço




São dez horas da manhã. O professor está à sua frente ensinando coisas que, a princípio, é imprescindível que você saiba, mas está difícil de prestar atenção. O corpo vai amolecendo e as pálpebras vão se fechando. Ou então, às 16h, quando o fim do expediente ainda está longe, você sente aquela vontade irresistível de cochilar. A cena talvez se repita durante uma leitura, em frente à televisão ou em situações mais inusitadas, como no trânsito.

O audiovisual que a maioria não vê




A falta de recursos adiou, em 2006, a 10ª edição do Festival de Cinema, Vídeo e Dcine de Curitiba (FCVDc). O evento pôde ser realizado neste ano graças ao patrocínio dos Correios. Patrocínio, aliás, que é um problema recorrente na produção cultural brasileira. Para tantar reverter esse quadro, o Ministério da Cultura (MEC) apóia projetos culturais por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313/91), Lei do Audiovisual (Lei nº 8.685/93) e também por editais para projetos específicos, lançados periodicamente.

Festival curitibano de cinema alcança dez edições




Embora quase completamente ignorado pelos curitibanos, o Festival de Cinema, Vídeo e Dcine de Curitiba (FCVDc) é, há alguns anos, um evento reconhecido e bem conceituado fora da capital paranaense. Profissionais do audiovisual de todo o país se inscrevem para participar edição após edição, na esperança de divulgar seus trabalhos e realizar intercâmbios de produtos culturais.

Hora do juízo final




A estudante do 6º ano de Zootecnia, Liliana da Motta, tem duas matérias que são um verdadeiro 'calo' em sua vida acadêmica: Química e Piscicultura. A primeira ela está fazendo pela quarta vez. "Tenho dificuldade com essa matéria desde o colégio. Eles iam me passando de série com o problema", explica. Das vezes em que ela se matriculou para Química, uma ela chorou por pegar final, pois não atingiu os 40 pontos necessários. "Tinha tirado 38 e chorei para fazer a prova", relembra. Liliana contratou professor particular, pediu ajuda das amigas, mas não resolveu o problema.

É dormindo que se aprende




Quem já foi adolescente e todos nós já fomos ou ainda somos com certeza já ouviu de um adulto a recriminação por ainda estar na cama depois das 9h ou 10h da manhã. Ou de algum professor, por chegar atrasado a uma aula que começa às 7h30. A constante sonolência dos jovens, principalmente na escola ou faculdade, é o tema do livro O sono na sala de aula tempo escolar e tempo biológico, lançado no último dia 8, em Curitiba. Nele os autores Fernando Louzada, do Departamento de Fisiologia da UFPR, e Luiz Menna-Barreto, biomédico da USP, usam o martelo da cronobiologia (ciência que estuda os relógios biológicos) para destruir as tradicionais convicções que classificam os jovens simplesmente como preguiçosos. "Quem prefere acordar mais tarde não é preguiçoso; há fatores biológicos, individuais, que precisam ser respeitados", conta Louzada. "Mas a sociedade, tradicionalmente, valoriza mais aqueles que estão de pé às 6h da manhã", continua.

Problemas de segurança do Centro Politécnico preocupam alunos e funcionários




Durante os últimos meses no Centro Politécnico, maior campus da Universidade Federal do Paraná, uma série de ocorrências deixou seus freqüentadores assustados. O Politécnico, sede dos setores de Ciências Biológicas, Ciências Exatas, Ciências da Terra e Tecnologia, é o novo alvo de assaltantes de Curitiba. "Novo" porque não se sabe desde quando os problemas acontecem.

POPULARES

Pular para o conteúdo