ter 27 fev 2024

Monthly Archives: Outubro, 2007

É dormindo que se aprende




Quem já foi adolescente e todos nós já fomos ou ainda somos com certeza já ouviu de um adulto a recriminação por ainda estar na cama depois das 9h ou 10h da manhã. Ou de algum professor, por chegar atrasado a uma aula que começa às 7h30. A constante sonolência dos jovens, principalmente na escola ou faculdade, é o tema do livro O sono na sala de aula tempo escolar e tempo biológico, lançado no último dia 8, em Curitiba. Nele os autores Fernando Louzada, do Departamento de Fisiologia da UFPR, e Luiz Menna-Barreto, biomédico da USP, usam o martelo da cronobiologia (ciência que estuda os relógios biológicos) para destruir as tradicionais convicções que classificam os jovens simplesmente como preguiçosos. "Quem prefere acordar mais tarde não é preguiçoso; há fatores biológicos, individuais, que precisam ser respeitados", conta Louzada. "Mas a sociedade, tradicionalmente, valoriza mais aqueles que estão de pé às 6h da manhã", continua.

Problemas de segurança do Centro Politécnico preocupam alunos e funcionários




Durante os últimos meses no Centro Politécnico, maior campus da Universidade Federal do Paraná, uma série de ocorrências deixou seus freqüentadores assustados. O Politécnico, sede dos setores de Ciências Biológicas, Ciências Exatas, Ciências da Terra e Tecnologia, é o novo alvo de assaltantes de Curitiba. "Novo" porque não se sabe desde quando os problemas acontecem.

40% da população mundial têm problemas de sono




De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 40% da população mundial têm algum problema com o sono. Pessoas que apresentam irritação, falta de concentração, ansiedade ou excesso de sonolência durante o dia podem estar sofrendo de algum distúrbio do sono. A maior dificuldade em associar a má qualidade do dia a uma noite mal dormida é a falta de percepção que temos do nosso próprio período de descanso. Segundo Gisele Minhoto, psiquiatra e especialista em distúrbios do sono, na maioria dos casos as reclamações vêm dos parceiros, que dividem a cama com alguém que apresenta algum sintoma, como agitação, ronco, engasgos ou sufocação.

Relógio biológico influencia na aprendizagem




No último dia 8, o professor da UFPR Fernando Louzada esteve na Livrarias Curitiba do Shopping Estação para lançar seu livro O Sono na sala de aula tempo escolar e tempo biológico (Editora Vieira e Lent, R$ 20). Esse é o segundo trabalho escrito em co-autoria com Luiz Menna-Barreto, biomédico da Universidade de São Paulo (USP) o primeiro foi Relógios biológicos e aprendizagem.

Geração do amor ao próximo




Faça chuva ou faça sol, todos os dias ele está no Centro Social Franciscano. Ainda que tenha se comprometido a dar aulas de informática somente nas segundas e quartas pela noite, ele vai ajudar no que for preciso. "Não é porque não sou funcionário que o serviço não tem que ser de boa qualidade", diz Evandro Nelson Galvão, 19 anos.

Multas atrasadas chegam só agora ao destinatário




Os motoristas de Curitiba e região estão tendo uma péssima surpresa. Multas de infrações cometidas há mais de três anos só agora estão chegando a suas residências. Cerca de cento oitenta mil multas fazem parte desse lote. Isto porque as multas não estavam cadastradas no sistema do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) até o início deste ano.

A ditadura dos grandes muros




O projeto de uma casa carrega consigo variáveis que vão bem além do número de quartos, banheiros e salas. Ultimamente, as preocupações têm se voltado para garantir a segurança dos moradores. A construção de um muro alto, a colocação de câmeras e alarmes, a compra de um cão de guarda têm sido algumas das medidas tomadas por quem mora em casas para se sentir seguro.

O sono como ele é




Apesar de muitas teorias, nenhuma delas é completamente aceita pela comunidade científica, e o motivo que nos leva a dormir permanece desconhecido. Como tantas outras, o sono é uma função do cérebro e um dos eventos fisiológicos do organismo regulados pelo relógio biológico.

TV pública: dúvidas e possibilidades




Criar e, principalmente, manter uma TV pública de qualidade é um grande feito para todo país, e em particular, para todo governante. A TV pública é um dos meios através do qual se exerce a cidadania e se fortalece a democracia, visto que é em seus programas que se debatem as questões legitimamente públicas e através deles que se formam e desenvolvem a consciência crítica e mesmo a educação dos telespectadores-cidadãos.

Os segredos de Morpheu




Pouco se fala da alta função do sono no corpo humano. Como uma das atividades biológicas mais importantes, não poderíamos deixar de fazer uma série de reportagens envolvendo desde os distúrbios do sono até o famoso relógio biológico , em que estamos nos empenhando desde a matéria feita por Sandoval Poletto (De olhos bem fechados), publicada em setembro deste ano.

Estilo e variedade por um preço baixo




Para quem busca exclusividade não há coisa melhor. Os brechós são fontes ricas de modelos e estilos para quem gosta de garimpar e criar um visual diferente. Essas lojas também agradam o público que busca marcas conhecidas por um preço mais baixo, além de peças únicas.

Aberta licitação para instalação de televisores em ônibus do transporte público




O início de 2008 se aproxima e deve trazer novidade aos passageiros do transporte coletivo de Curitiba. Por intermédio da Urbanização de Curitiba S.A. (Urbs), a Prefeitura abriu licitação pública para a instalação de televisores nos veículos e vem recebendo, segundo assessoria, propostas de diversas empresas interessadas.

Lista dos aprovados para segunda fase da UFPR será divulgada no próximo dia três




A UFPR recebeu no último domingo (18) 39.473 candidatos para suas 4.144 vagas. Do total de inscritos, 2.606 faltaram na primeira fase, que é eliminatória. Não houve nenhum problema ou incidente durante a realização das provas.

O bom filho à casa torna




Não são poucos os que dizem que a época de universitário é a melhor da vida. E talvez seja exatamente por isso, pela saudade, que muitos dos alunos já formados optam por retornar à mesma universidade que freqüentaram, agora no papel de professores.

Projeto de lei que acaba com as denúncias anônimas é aprovado na Assembléia Legislativa




A denúncia anônima, recurso freqüentemente utilizado, pode estar com seus dias contados, ao menos, no âmbito dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. Isto é o que propõe o projeto do deputado Ademar Traiano (PSDB/PR), que foi aprovado no mês de outubro pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e aguarda a sanção do governador Roberto Requião.

Crítica: O pequeno Pardal




Sempre que assisto a um filme acabo, ainda que sem querer, por fazer o seguinte exercício: colocar o protagonista numa escala de empatia-antipatia com o público. O que (quase) sempre constato é que os melhores filmes são os que fazem os espectadores criarem uma relação tensa com os personagens principais nem simpatia demais (o que é comum nesses filmes mais facilmente digeridos, que devem ter seus momentos específicos para serem assistidos), nem antipatia. Funciona assim em "Piaf Um hino ao amor" (La Môme, 2007).

Literatura: análise comparada de gêneros deve ser cobrada




O professor de Literatura Marlus Humberto Geronasso, criador e apresentador do Projeto Eureka, dá as últimas dicas de véspera antes da prova

Formato da prova e temas

A Literatura sempre é uma polêmica interessante, reflete Geronasso. São cobradas dez obras, divididas em cinco gêneros: três romances, dois livros de poesia, dois livros de conto, duas obras teatrais e ainda se depara com uma carta. Em cima disso, a UFPR costuma trabalhar com seis questões de Literatura foi assim nos últimos três concursos vestibulares.

Geopolítica: atenção na hora de interpretar




Quem aconselha é o professor Elton Maravalhas

Grau de dificuldade

As questões de Geopolítica se resumem a uma ou duas entre as nove cobradas na prova de geografia. Para o professor, a primeira fase terá um nível mediano de dificuldade. "Nada muito complexo, provavelmente questões com abordagem conceitual de assuntos normalmente vistos no início do programa da disciplina tais como movimentos da Terra, fusos horários, entre outros", comenta.

Biologia: de briófitas à rubéola




Dicas do professor Geraldo Cardoso Sobrinho

Grau de Dificuldade

Baseado na maneira de preparação das provas anteriores da primeira fase, o professor afirma que a prova do dia 18 deve trazer "muita comparação (como histologia animal e vegetal) e tratar os tópicos mais diversos com abrangência, porém de forma mais superficial". O professor confessa que gostaria que a prova, já em sua primeira fase, exigisse algum conhecimento aprofundado acerca da utilização e interpretação da disciplina como um todo. "A biologia exige a compreensão do contexto, uma visão integrada da vida, entendendo que a biologia é fruto do casamento da química e da física, exige a capacidade de selecionar, organizar e relacionar argumentos das mais diversas áreas do conhecimento, e a capacidade de elaborar solução à realidade proposta e muita fidelidade ao enunciado da questão", explica.

Matemática: de olho no enunciado




Quem comenta é o professor Osley Domingos

Grau de dificuldade

O professor de Matemática do Eureka aposta em quatro questões fáceis, três questões médias e duas de nível mais alto para a prova de Matemática.

POPULARES

Pular para o conteúdo