dom 24 out 2021
HomeSociedadeAlunos da Universidade Positivo vencem a terceira edição do Prêmio Insight

Alunos da Universidade Positivo vencem a terceira edição do Prêmio Insight

Foi divulgado ontem o resultado da terceira edição do Prêmio Insight de Comunicação. Durante a festa de encerramento, realizada no bar Jokers, foram anunciados os três primeiros lugares entre os shows das bandas Haullys e Real Coletivo Dub. A equipe vencedora foi a Lhama, da Universidade Positivo. Cada membro ganhou um curso de verão na Lemon School. Além disso, o grupo recebeu kits do Clube de Criação do Paraná (CCPR) com todos os anuários, edições do livro Ponto e Vírgula e associações ao CCPR. Em segundo lugar ficou a equipe GAMA, da UFPR, e em terceiro, a Link, da PUCPR.

O prêmio é promovido pela Fábrica de Comunicação, empresa júnior de Comunicação Social da UFPR. A proposta do evento é que estudantes da área formem equipes para, em três semanas, desenvolver e executar um plano de comunicação para uma grande empresa. Neste ano, o cliente foi a Mix FM, rádio que pretende atingir a liderança de audiência no segmento jovem. O desafio dos alunos era desenvolver uma campanha completa – desde peças publicitárias até material para a imprensa, passando por eventos e planejamento de mídias sociais.

O prêmio é aberto para estudantes de comunicação das mais diversas universidades. Paula Almeida, aluna da Pontifícia Universidade Católica (PUC), participou do Insight pela segunda vez neste ano. Ela faz parte de uma agência experimental dentro da instituição e diz que a equipe espera pelo prêmio o ano todo. “Durante a criação do job o grupo se une e todos participam bastante. Para nós, isso é o mais importante. Ganhando ou perdendo, o que vale é aprender com o processo”, comenta a estudante que também ficou com o terceiro lugar na edição do ano passado.

Neste ano houve grande participação de alunos dos primeiros anos. Segundo a gestora de promoção e projetos especiais do Grupo Canal – do qual a rádio Mix faz parte – Rafaella Malucelli, o pouco preparo dos estudantes dificultou a criação dos jobs. “Teve projetos bem legais, mas a gente sabe que não é fácil desenvolver esse trabalho. A realidade do mercado é bem diferente da faculdade”, comenta. Ela diz que o objetivo da rádio era achar ideias inovadoras, coisas que “saíssem da caixa”.
Mesmo assim, algumas equipes estavam confiantes. É o caso da equipe Folks. Renan Braga, integrante do grupo e estudante de publicidade e propaganda da UFPR, diz ter gostado do desempenho, levando em conta o tempo que teve para organizar tudo. “Esse ano, nós, alunos da Federal, tivemos o azar de o Insight cair bem na semana de prova, por conta da greve no meio do ano. Em razão disso nós ficamos meio atarefados e começamos a desenvolver as ideias muito tarde”, conta.

Objetivo é inovar

A competição teve início em 2010, quando a Fábrica de Comunicação decidiu fazer um evento diferente do ciclo de palestras que acontecia mais de uma vez todos os anos no Departamento de Comunicação Social da UFPR. Surgiu, então, a ideia de fazer algo diferente. O conceito era englobar as três habilitações (jornalismo, publicidade e propaganda e relações públicas) e promover algum tipo de competição aberta a outras universidades.

O aluno de publicidade e propaganda Lucas Fritzen foi presidente da gestão da Fábrica que criou o Insight. Ele diz que na época foi difícil obter um cliente real que abraçasse a ideia. Poucos dias antes do prazo limite, a empresa júnior conseguiu fechar uma parceria com as Livrarias Curitiba e o projeto, nesse ano, se baseou na venda de e-books.

Já no ano passado, o cliente foi a Gazeta do Povo e o prêmio oferecido à equipe vencedora foi de 2 mil reais.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes