seg 25 out 2021
HomeUFPRAtividade física reuniu público eclético em evento de 100 anos da UFPR

Atividade física reuniu público eclético em evento de 100 anos da UFPR

A vida do estudante Thiago de Camargo, de 18 anos, é em cima e ao lado de bicicletas. O jovem, que trabalha como vendedor em uma bicicletaria, pedala dez minutos todos os dias para chegar ao serviço. Na manhã do último domingo (16), ele percorreu cerca de 20 km, do Tatuquara até o Centro, para participar da Caminhada e Pedalada do Centenário da UFPR. “Já fiz um aquecimento antes de chegar aqui”, comentou o estudante, que deseja estudar na universidade assim que decidir o curso.

O primeiro evento de comemoração dos 100 anos teve a participação de um público variado, que incluiu alunos, professores, técnicos e funcionários aposentados, que partiram da Praça Santos Andrade. O trajeto foi de 7,5 km para os ciclistas e de 4 km para quem foi à pé. Ao todo, participaram 118 pessoas – 59 em bicicletas e 59 caminhando. Esse foi o único evento esportivo entre as atividades do centenário, realizadas entre os últimos dias 16 e 19.

O reitor Zaki Akel Sobrinho explica que a ideia era fazer uma confraternização. “Esse passeio é uma forma de mostrar a Curitiba a nossa força. Hoje é um aquecimento, cada dia vamos juntando mais pessoas em torno da comemoração dos 100 anos de nossa universidade”, afirmou.

Mais de 100 pessoas compareceram ao evento. Foto: Isabel Victorio


Projeto de alunos colocado na rua

A iniciativa foi proposta pelo projeto Ciclovida, que incentiva o uso de bikes na universidade, e por duas doutorandas em Educação Física, Ana Cláudia Osiecki e Luciana da Silva Timossi. As estudantes desenvolveram o Criando Saúde, voltado à qualidade de vida do trabalhador.

Para Ana Cláudia, esse tipo de ação é uma forma de viabilizar projetos na área da saúde, dentro e fora da universidade. “O ideal seria ter um calendário de atividades porque, a partir do momento em que o evento tem visibilidade, ele se propaga e as pessoas continuam comparecendo”, acredita.

José Carlos Belotto, responsável pelo Ciclovida, conta que o objetivo de realizar um evento esportivo é colocar a universidade na rua. “A ideia é poder descontrair e semear a ideia de que a atividade física faz bem. A universidade tem que estar sempre na vanguarda, promovendo um estilo de vida mais saudável”, opina.

Histórias da UFPR

Ao lado do marido, a aposentada Olga Skril, de 76 anos, foi a última a completar o trajeto. Formada em Engenharia Florestal em 1961, conheceu seu companheiro durante a graduação e foi funcionária da UFPR por 28 anos. “Fico feliz em ver que a universidade continua em pé, acho que ela evoluiu muito”, reflete.

O artista de rua Plá também esteve no encontro. Em cima de um trio-elétrico, cantou em público, pela primeira vez, uma canção que fez em homenagem ao centenário. A letra de “Vitória da Sustentabilidade” citava a Casa do Estudante Universitário (CEU) e o uso de bikes. “Tenho três CDs que falam só sobre bicicletas. O primeiro deles foi em 2010, para a bicicletada de São Paulo, depois de eu ter feito a música ‘Invasão das Bicicletas'”. A canção já está gravada e fará parte do álbum de número 50 do cantor, que deverá ser lançado antes do Natal.

O músico Plá apresentou uma canção de homenagem ao centenário. Foto: Isabel Victorio
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes