sáb 28 jan 2023
HomeCopa 2022Brasil perde para Camarões, mas passa em primeiro no grupo G

Brasil perde para Camarões, mas passa em primeiro no grupo G

Derrota por 1 a 0 foi a primeira da seleção brasileira para um país africano em copas do mundo. Suíça garantiu segunda vaga do grupo G. Na outra chave, Portugal e Coreia do Sul avançam

Na terceira e última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo 2022, o Brasil foi derrotado pela seleção de Camarões pelo placar de 1 a 0, mas mesmo assim conquistou o primeiro lugar do grupo G, com seis pontos. A equipe africana, apesar da vitória, deu adeus à competição com quatro pontos conquistados.

Confira a classificação atualizada da Copa do Mundo e os confrontos das oitavas de final.

A seleção brasileira chegou para o confronto com a classificação para as oitavas de final já garantida, precisando apenas de um empate para confirmar a primeira colocação no grupo, e por isso disputou a partida com os jogadores considerados reservas. Enquanto isso, os camaroneses necessitavam conquistar os três pontos, e ainda dependiam de um resultado de empate ou de vitória magra da Sérvia sobre a Suíça para conquistar a vaga na próxima fase. Com a vitória da Suíça sobre a Sérvia por 3 a 2, o time africano acabou sendo eliminado da competição, mesmo com a vitória, e os brasileiros asseguraram a primeira colocação apesar da derrota.

Esta foi a terceira vez que as seleções se enfrentaram pela Copa do Mundo. Os encontros anteriores aconteceram nas fases de grupo das Copas de 1994 e 2014, e ambos foram vencidos pelo Brasil, pelos placares de 3 a 0 e 4 a 1, respectivamente. Atual técnico da equipe camaronesa, o ex-zagueiro Rigobert Song esteve em campo no primeiro confronto entre as duas equipes.

Ficha técnica – Brasil x Camarões

Brasil: Ederson; Daniel Alves, Éder Militão, Bremer e Alex Telles (Marquinhos); Fabinho, Fred (Bruno Guimarães) e Rodrygo (Everton Ribeiro); Antony (Raphinha), Gabriel Martinelli e Gabriel Jesus (Pedro). Técnico: Tite;
Camarões: Epassy; Fai, Wooh, Ebosse e Tolo; Zambo Anguissa, Kunde (Ntcham), Mbeumo (Toko Ekambi), Ngamaleu (Mbekeli) e Choupo-Moting; Aboubakar. Técnico: Rigobert Song;
Local: Estádio Nacional de Lusail, na cidade de Lusail, Catar;
Data: 02 de dezembro de 2022, sexta-feira;
Horário: 16h (Horário de Brasília);
Árbitro: Ismail Elfath (EUA);
Assistente 1:  Kyle Atkins (EUA);
Assistente 2: Corey Parker (EUA);
Quarto árbitro: Ma Ning (China);
VAR: Alejandro Hernández (Espanha).

A partida

O Brasil pressionou na maior parte da primeira etapa, porém não conseguiu levar grande perigo à meta dos camaroneses. A melhor chance foi do atacante brasileiro Gabriel Martinelli, que teve sua cabeçada defendida pelo goleiro Epassy aos 13 minutos. No restante da metade inicial da partida, a seleção conseguiu se defender bem e rechaçar as ofensivas adversárias.

No segundo tempo, a seleção brasileira continuou a se lançar ao ataque, porém novamente não obteve grande sucesso em ameaçar o gol adversário. Já nos acréscimos, o atacante camaronês Aboubakar apareceu no meio da defesa brasileira após levantamento na grande área e finalizou de cabeça para marcar o gol da vitória da seleção africana.

Outros jogos do dia

No grupo H, a Coreia do Sul surpreendeu ao vencer a já classificada seleção portuguesa por 2 a 1 e conquistar a vaga para as oitavas de final com a segunda colocação. Com isso, o Uruguai acabou eliminado da competição pelo critério de gols marcados, mesmo tendo vencido Gana por 2 a 0 na outra partida do grupo.

Na outra partida do grupo do Brasil, a Suíça venceu a Sérvia pelo placar de 3 a 2, e garantiu a classificação como segunda colocada. Shaqiri, Embolo e Freuler marcaram para a equipe vencedora, enquanto Mitrović e Vlahović descontaram para os sérvios.

Além do futebol

De início, pode ser difícil pensar em uma conexão fora do esporte entre os dois adversários de hoje, mas a verdade é que Camarões tem mais influência no Brasil do que a maioria pensa. O atual território do país africano foi o berço do povo Banto, um grupo etnolinguístico que, posteriormente, se espalharia pela África Subsaariana e acabaria sofrendo com o tráfico de escravizados para as colônias europeias na América.

Uma pesquisa divulgada pela Fundação Palmares destaca que 75% dos 4 milhões de africanos escravizados que foram trazidos ao Brasil eram de origem banto. A maior concentração destes indivíduos se deu na região Sudeste, embora nos primórdios do tráfico boa parte tenha sido encaminhada também para o Nordeste. Isso significa que uma grande parte da população afro-brasileira descende do povo banto, originário de Camarões.

Dados de 2015 mostram que cerca de 30% da população total de Camarões é de origem banto, cerca de 6 milhões de pessoas. Além disso, 133 línguas pertencentes ao grupo são faladas no país.

NOTÍCIAS RELACIONADAS