seg 26 fev 2024
HomeDestaquesCursos de Comunicação da UFPR comemoram fim de semestre com notas máximas...

Cursos de Comunicação da UFPR comemoram fim de semestre com notas máximas no Enade

O Enade avalia o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos previstos nas diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação

O encerramento do semestre na Universidade Federal do Paraná (UFPR) está marcado para celebrações nos cursos de Comunicação, que recebeu destaque pelo desempenho no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), realizado em 2022 e publicado pelo Ministério da Educação (MEC) este ano. Tanto o curso de Jornalismo quanto o de Publicidade e Propaganda alcançaram nota máxima de 5.

As notas máximas no Enade mostram o compromisso da UFPR com a qualidade do ensino e a formação de profissionais capacitados e preparados para os desafios do mercado da Comunicação.

O destaque nacional da UFPR nesta rodada do exame ficou por conta do curso de Publicidade e Propaganda que se classificou em segundo lugar na sua área no país. Entre os cinco melhores de sua área ficou o curso de Jornalismo, avaliação que posicionou o curso entre os melhores 5% em todo o Brasil.  

O curso de Jornalismo se destaca evidenciando a relevância e o impacto positivo da formação oferecida pela instituição. Esses resultados refletem o comprometimento dos estudantes, professores e toda a comunidade acadêmica.

Além de oferecer uma formação teórica sólida, os cursos de comunicação  incentivam a prática profissional e o desenvolvimento de habilidades essenciais para o mercado de trabalho. A celebração das notas máximas no exame no encerramento deste semestre ressalta não apenas a qualidade do ensino, mas também o comprometimento de estudantes e professores em manter elevados padrões pedagógicos.

Carla Rizzotto, chefe do departamento de Comunicação, destaca que os resultados positivos mostram que as dificuldades em termos de recursos são superadas pela qualidade do corpo docente, pela pós-graduação e pela ampliação dos projetos de pesquisa e extensão.

O tripé da universidade pública é o ensino, a pesquisa e a extensão. Quando realizado de forma equilibrada, isso tem impacto profundo na formação dos estudantes.

Carla Rizzotto

Para Thiago Fedacz, aluno de jornalismo, o sucesso no Enade está relacionado ao caráter teórico-prático do curso. “Ao mesmo tempo que temos a teoria, exercitamos a atividade jornalística de diferentes formas, seja por meio do audiovisual, material sonoro, textos, tanto para site quanto para jornal físico e revista. Isso ajuda bastante a praticar e aplicar tudo aquilo que é passado ao longo das disciplinas”, diz o jovem.

O coordenador do curso de Jornalismo, professor Mário Messagi, destaca que esse é um resultado obtido através de esforços que já estão sendo feitos há muito tempo e que ainda não está terminado. “Vamos resolver problemas, melhorar a qualificação dos professores, a infraestrutura. A avaliação não vai interferir na nossa qualidade, mas nos dá um respiro. Temos muito ainda a fazer para melhorar”, expõe.

Campus Juvevê, que sedia os cursos de Comunicação da UFPR. (Foto: Guilherme Vieira de Souza)

Segundo o coordenador do curso de Publicidade e Propaganda, professor Ary Azevedo, a qualidade do curso é impulsionada pela excelência do corpo docente e discente. “Não temos a melhor infraestrutura, mas temos professores envolvidos e alunos críticos. A diversidade de formação e perfil dos alunos dá força ao curso”, comentou.

Empolgada com a notícia, a estudante de Publicidade e Propaganda, Maria Clara Lindorfer conta que ingressar no curso se tornou o início de uma jornada muito maior do que prévia. Além disso, ela enfatiza seu entusiasmo em fazer parte do segundo melhor curso de Publicidade e Propaganda do país, que segundo ela proporciona uma experiência educacional que vai além dos métodos tradicionais.

A oportunidade de ter muito contato com a prática da profissão, trabalhando diretamente com clientes reais, desenvolvendo estratégias e vendo nossos projetos ganharem vida, vai além da teoria.

Maria Clara Lindorfer

Quanto à importância dos cursos na formação de profissionais éticos e conscientes do impacto social de suas ações, Carla Rizzotto afirma que o desempenho no Enade reflete a atuação conjunta do corpo docente. “A formação técnica é importante, mas vem na esteira da formação cidadã, do espírito crítico e da sensibilidade social”, conclui a docente.

O destaque não se limita apenas aos resultados obtidos, mas se estende ao compromisso constante com a melhoria contínua. Nesta edição, o curso de Relações Públicas não fez a avaliação, mas conta com nota máxima (5) no conceito do MEC. Em 2024, uma nova oportunidade se apresenta, e desta vez, todos os alunos do curso de Relações Públicas — concluintes — são convocados a participar do exame.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo