qui 21 out 2021
HomeNotas comunicaçãoDilma assina decreto de desapropriação do território da Comunidade Paiol de Telha

Dilma assina decreto de desapropriação do território da Comunidade Paiol de Telha

Nesta segunda-feira, dia 22, a presidente Dilma Rousseff assinou o decreto de desapropriação de terras pela Cooperativa Agrária Entre Rios, na região de Reserva de Iguaçu/PR. O decreto é importante parte do processo de titulação do território da Comunidade Quilombola Invernada Paiol de Telha, que foi expulsa de suas terras, em 1970, por imigrantes alemães que fundaram a Cooperativa.

A conquista da comunidade Paiol de Telha ainda é parcial. O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) ainda deverá realizar as vistorias das áreas que constituem o território, para que assim defina-se o valor das indenizações que serão pagas aos atuais proprietários das terras, quando só então o território será titulado em nome da associação.

O decreto assinado na segunda corresponde à metade do território da comunidade quilombola. Em acordo realizado ano passado, os descendentes quilombolas aceitaram que a titulação fosse feita em etapas.

Em outubro de 2014 o INCRA, em ato solene realizado em Reserva do Iguaçu, assinou a portaria de reconhecimento do território do Paiol de Telha. (Foto/reprodução: mda.gov.br)
Em outubro de 2014 o INCRA, em ato solene realizado em Reserva do Iguaçu, assinou a portaria de reconhecimento do território da Comunidade Paiol de Telha. 
(Foto/reprodução: mda.gov.br)



No Paraná existem 36 comunidades quilombolas, sendo que nenhuma até hoje foi titulada. No caso da Paiol de Telha, o decreto de desapropriação foi assinado 10 anos após o início do processo de titulação. Os integrantes da comunidade quilombola habitavam o espaço desde 1860, quando 11 trabalhadores escravizados foram libertados pela proprietária da terra, Balbina Francisca de Siqueira, e receberam o território como herança.

A titulação de comunidades quilombolas está prevista na Constituição brasileira, sendo o INCRA responsável pelo processo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes