seg 18 out 2021
HomeDestaquesUma noite na Biblioteca reúne crianças com programação especial

Uma noite na Biblioteca reúne crianças com programação especial

Atividades relaizadas tem por objetivo incentivar a leitura desde cedo
Créditos: Dafne Salvador

 

Crianças de 7 a 13 anos tiveram a oportunidade de passar uma noite na Biblioteca Pública do Paraná (BPP), entre os dias 10 e 11 de novembro. O evento “Uma noite na Biblioteca”, que faz parte da programação da Virada Cultural, está hoje em sua 3ª edição e surgiu de uma conversa de final de expediente entre Lidiamara Gross e Vilma Gural Nascimento , na época bibliotecárias da sessão infantil da BPP .

As bibliotecárias observaram que algumas crianças passavam o dia todo envolvidas entre as prateleiras da biblioteca e que só não dormiam ali mesmo porque era preciso fechar o prédio. Foi então que se questionaram por que não proporcionar essa experiência para eles.

“Meu sonho de criança sempre foi dormir em uma biblioteca. Eu ficava imaginando as aventuras que poderia viver dentro de um espaço que tem um ar de antigo e misterioso”, lembra Juliana Cordeiro de Souza, 21 anos, estagiária da BPP que trabalhou pela primeira vez como voluntária na atividade.

Assim como Juliana, Vitor Stolf Packer, de oito anos, que participou pela segunda vez da atividade, também tinha vontade de passar uma noite desvendando os “espaços secretos” das salas da Biblioteca Pública. Débora Stolf Packer, mãe do menino, conta que Vitor é assíduo frequentador do espaço e que quando não é possível levá-lo à biblioteca ele reclama. “Eu venho quase todos os dias aqui na biblioteca e ainda não conheço tudo. Acho que hoje vou poder descobrir o que está faltando”, conta o menino.

 

Biblioteca quer se aproximar ainda mais dos pequenos leitores

A coordenadora do projeto, Lidiamara Gross, explicou que cada noite na biblioteca é pensada de modo diferenciado para trazer novidades às crianças, sempre com o objetivo de incentivar a leitura. Esta edição contou com uma gincana cultural e várias apresentações, como o show Cantando Histórias, do compositor e músico carioca Paulo Bi. “A biblioteca ainda é vista com desconfiança por alguns. Ainda existe a ideia de que é uma coisa chata, por isso desenvolvemos uma programação que aproxime a criança e mostre a diversão da leitura”, explica Lidiamara.

Palhaços foram uma das atrações que entretiveram as crianças
Créditos: Dafne Salvador
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes