Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
1xbet
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com

1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com

1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
betforward
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co

betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co

betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
deneme bonusu veren bahis siteleri
deneme bonusu
casino slot siteleri/a>
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Cialis
Cialis Fiyat
deneme bonusu
padişahbet
padişahbet
padişahbet
deneme bonusu 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet 1xbet untertitelporno porno
qua 17 jul 2024
HomeAmbiente & SustentabilidadeEstudo mostra que geleiras da Ásia ganharam volume

Estudo mostra que geleiras da Ásia ganharam volume

Todas as geleiras do planeta estão derretendo, certo? Errado. As geleiras de Karakoram, entre a China e o Paquistão, a oeste do Himalaia, têm aumentado de volume, segundo uma pesquisa realizada por cientistas franceses da Universidade de Grenoble.
O estudo foi publicado na revista “Nature Geoscience”, a qual trazia dados mostrando que houve um crescimento de camadas de gelo entre 1999 e 2008. Durante o perí­odo, a massa das geleiras cresceu 5.615 quilômetros quadrados.

As geleiras que desafiam o aquecimento global

A região do Karakoram é pouco estudada, apesar de suas águas serem fonte vital para mais de um bilhão de pessoas. A maior parte dessa área é inacessí­vel, e não se sabe ao certo o que anda acontecendo. Ainda assim, o professor de ciências florestais da UFPR, Carlos Roberto Sanquetta, levanta duas hipóteses principais para o fenômeno.
A primeira é que o aquecimento global provocou a evaporação de uma maior quantidade de água, o que gerou um aumento nas chuvas e o congelamento das precipitações resultou no aumento das camadas de gelo. A outra hipótese é que mudanças climáticas se repetem em ciclos periódicos e que, por isso, houve um resfriamento nesta região.
“Isso vai acontecer sempre, mesmo sem a influência humana” diz Sanquetta. Tanto o professor quanto Marco Aurélio de Mello Machado, também docente na UFPR, ressaltam que o fenômeno não nega a tese do aquecimento global. “O aumento ou a diminuição de geleiras fazem parte de uma variabilidade natural”, afirma Machado.
Para provar que as geleiras do Karakoram cresceram no perí­odo analisado, foram comparados dois modelos de elevação da superfí­cie da terra a partir de dados de satélite obtidos entre 1999 e 2008. “Uma região que era uma montanha de 2700 metros e passou para 2030 metros pode ser vista pelo satélite”, exemplifica o professor Sanquetta.

Sobre outras geleiras

O professor Carlos Sanquetta acredita ainda que o fenômeno não é isolado. “O aumento de volume pode acontecer em outras regiões do hemisfério norte, principalmente em cadeias da Rússia e Escandinávia”, afirma. Em algumas outras geleiras, o aumento de massa também foi registrado em regiões da América do Sul, oeste da Noruega e Nova Zelândia.
Apesar disso, a maioria das cadeias geladas tem sofrido redução. O relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), apresentado em 2010, afirma que geleiras dos Andes, Himalaia e Ártico estão perdendo massa. O documento ainda afirma que as montanhas da Patagônia, na Argentina e no Chile, têm derretido mais rapidamente do que em qualquer outra parte do planeta.
Ainda na América, o aquecimento global foi considerado o responsável pelo desaparecimento da geleira Broggi, localizada na Cordilheira Blanca peruana, no ano de 2008. Broggi ficava a 400 quilômetros de Lima e, em 1995, tinha uma superfí­cie superior a 1,8 quilômetros quadrados.

Vista aérea das montanhas de Karakoram. Especialistas afirmam que aumento de massa não refuta tese do aquecimento global
Reuters

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo