qua 05 out 2022
HomeEsportesInteresse por atividade física aumenta no final do ano

Interesse por atividade física aumenta no final do ano

Com progresso da vacinação, academias veem aumento no número de pessoas que pretendem voltar a praticar atividades físicas no pós-pandemia

Para quem estava acostumado a praticar atividades físicas e esportes, o fechamento de academias e parques foi um problema. Com o progresso da vacinação, estabelecimentos como academias e áreas de lazer estão sendo reabertos e a população está voltando a praticar atividades físicas como antes.

Lúcia Mayer é professora de educação física e instrutora de natação. Ela conta que a reabertura da academia onde trabalha foi bem recebida por antigos alunos, mas que o que surpreendeu foi a quantidade de novos alunos que começaram a praticar exercícios porque estavam trabalhando de forma remota.

“A gente teve alunos que ficaram dez anos parados e voltaram agora. O que aconteceu foi que, durante a pandemia, eles trabalharam de casa e conseguiram conciliar o trabalho remoto com uma atividade física porque não perdiam tempo de deslocamento”, relata a professora.

No entanto, as coisas ainda não são tão simples quanto eram antes. Embora o número de casos de Covid-19 tenha diminuído, o risco de contaminação ainda existe. Mayer enfatiza que é preciso levar em consideração que muitas das pessoas que tiveram coronavírus ainda têm sequelas da doença.

“A primeira recomendação é que, independentemente de você ter tido coronavírus ou não, passe por uma avaliação médica prévia, para só então retomar a prática de atividade física”

Lúcia Mayer, professora e instrutora de natação

Lara de Almeida relata que praticava esportes antes da pandemia, mas passou a praticar em casa em 2020. “Eu tentei entrar na academia em 2020, mas eu não estava vacinada ainda e acabei não ficando nem um mês, porque contraí Covid-19”, conta.

Mesmo assim, Lara decidiu tentar de novo e têm tido sucesso nesta tentativa: “Agora em 2021, eu voltei para a academia, dessa vez vacinada, e até agora não tive nenhum problema”.

Lúcia afirma que espera ainda mais procura por academias e instrutores com a chegada do fim do ano. “As matrículas tendem a aumentar com o verão, porque as pessoas buscam atingir as metas de ano novo nessa época. E como muita gente já foi vacinada, creio que teremos ainda mais matrículas ano que vem”, conta.

Para quem já praticava atividades físicas antes da pandemia, mas parou nos anos de 2020 e 2021, a retomada de atividades físicas pode parecer mais cansativa do que o esperado. A instrutora explica que isso se deve ao período de recuperação, ou seja, o cansaço sentido entre os exercícios. Segundo ela, a prática habitual de exercícios por cerca de dois meses é o suficiente para que a recuperação ativa volte a ser o que era antes. O importante é que não se passe mais tempo sem praticar atividade física.

Stephanie da Silva Pereira
Estudante de Jornalismo da Universidade Federal do Paraná.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Stephanie da Silva Pereira
Estudante de Jornalismo da Universidade Federal do Paraná.