qui 21 out 2021
HomeDestaques“Não temos um governador à altura do nosso estado”, afirma Gleisi Hoffmann...

“Não temos um governador à altura do nosso estado”, afirma Gleisi Hoffmann

Ex-presidente Lula, ex-ministra chefe da Casa Civil Gleisi Hoffmann e nomes como André Vargas (PT), Enio Verri (PT), Osmar Dias (PDT) e Dr. Rosinha (PT) se reuniram ao palco para defender a candidatura da atual senadora (Foto: Júlia Ledur)

Personalidades políticas de todo o Paraná se reuniram para o lançamento da senadora e ex-ministra chefe da Casa Civil Gleisi Hoffmann como pré-candidata a governadora.  O anúncio ocorreu na última sexta-feira (14), em São José dos Pinhais, durante o Encontro Estadual  do Partido dos Trabalhadores (PT).  O evento contou com a presença de prefeitos e vereadores filiados ao Partido  – e, é claro, de Lula e Gleisi Hoffmann. Além disso, líderes do Partido Democrático Trabalhista (PDT), do Partido Comunista do Brasil (PC do B) e do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) também compareceram.  O salão do Buffet Imperial, que tem capacidade para aproximadamente 1500 pessoas em pé, não estava lotado, mas contou com muita energia e participação dos presentes.

Durante o Encontro,  a senadora falou com a imprensa sobre o momento econômico do estado, e disse “lamentar muito” que o Paraná se encontre em situação tão negativa. Sobre as críticas feitas pelo atual governador Beto Richa (PSDB) – de que a falta de recursos na esfera estadual é culpa de um boicote do Governo Federal – , a senadora disparou uma resposta contundente: “Não temos um governador à altura do nosso estado”, disse. Declarou, ainda, que considera inadmissível que o Paraná esteja vivendo a situação financeira atual. Abordou, também, o assunto das universidades e escolas estaduais, e garantiu que serão feitos investimentos. “É possível fazer [das universidades estaduais] não uma reclamação de despesa para os cofres do estado, mas uma vantagem competitiva”, afirmou a senadora. De acordo com Gleisi, nesses oito anos de governo tucano faltaram comprometimento e vontade política para que houvesse mudanças.

Rumos para a Campanha

A senadora comentou, durante o Encontro, a possibilidade de apoio do PMDB a sua candidatura. Para Gleisi, trata-se de uma aliança desejada pelo PT. No entanto, ela disse que os momentos do Partido serão respeitados, em uma referência à atual rebelião da base aliada na esfera federal.

Sobre a possibilidade de ter Osmar Dias (PDT) como candidato a vice-governador, Gleisi disse, apenas, que Dias foi convidado a se candidatar ao Senado no pleito do final deste ano.

Bom humor, palavras enfáticas e aplausos

A fala do ex-presidente Luís Inácio  Lula da Silva tomou um rumo mais amplo. Lula defendeu a candidatura de Gleisi, mas também abordou assuntos como o preconceito contra a mulher – mais especificamente contra a presidente Dilma Rousseff – e o desenvolvimento do país ao longo do período em que foi governado pelo PT. O ex-presidente disse que ficou espantado ao perceber que o preconceito contra Dilma é ainda maior do que o que ele sofria.

Lula passou boa parte do seu discurso defendendo a atual presidente, bem como sua reeleição.  Outro ponto muito explorado foi o crescimento da classe média e o aumento do poder aquisitivo dos brasileiros. Sempre alternando entre bom humor e palavras enfáticas, seu discurso foi o mais longo e o mais aplaudido da noite.

Panorama

O acontecimento de um evento tão grande para o lançamento de uma pré-candidatura mostra que Gleisi Hoffmann vem com muita força em sua campanha. Porém, como ainda não se sabe a posição final do PMDB com relação ao seu apoio ao PT ou lançamento de uma candidatura própria, é difícil prever os rumos da eleição de outubro.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes