qua 27 out 2021
HomeCiência & TecnologiaNovos sistemas operacionais para smartphones chegam ao mercado em 2013

Novos sistemas operacionais para smartphones chegam ao mercado em 2013

Ubuntu Touch parece fascinar os futuros usuários – Foto: divulgação/Canonical

Os smartphones já conquistaram a cabeça do consumidor e, hoje, a maioria deles escolhe entre o Android, da Google, e o iOS, da Apple, na hora da compra. Entretanto, a Canonical e a Mozilla acabaram de anunciar seus novos combatentes para essa briga: Ubuntu Touch e Firefox OS — pretendendo lançá-los entre o fim deste ano e o início do próximo. A primeira está focada nos dispositivos de bom desempenho e na interação com outros equipamentos enquanto a segunda quer mesmo é alavancar os aparelhos de baixo custo.

Ainda esse ano, a Mozilla, famosa pelo navegador Mozilla Firefox, lança seu sistema operacional, o Firefox OS. A plataforma será direcionada para dispositivos de baixo custo e terá um grande foco no Brasil. A ZTE e a Alcatel já apresentaram seus aparelhos com o Firefox OS durante a Mobile World Congress 2013, a previsão de lançamento fica para junho.

Já a Canonical, empresa responsável pelo Ubuntu – a distribuição Linux de maior sucesso no mundo – prepara uma novidade que será lançada em 2014. O Ubuntu Touch será o primeiro sistema operacional móvel baseado no Ubuntu. Aparentemente mais sofisticado do que o Firefox OS, ele estará disponível para smartphones e tablets no início do ano que vem. No final de fevereiro, a versão Developer Preview do Ubuntu Touch foi liberada para download, matando a curiosidades de muitos apreciadores do sistema.

Qual escolher?

Com tantas opções, muitos usuários ficam na dúvida na hora de escolher qual combinará mais com seu estilo de vida. Neto Cavalcanti, formado em história e amante de tecnologia, já está de olho nos dois sistemas há algum tempo. Para ele o Ubuntu Touch virá cheio de novidades. “A Canonical está trabalhando pesado para esse ser o SO que trará o maior conforto para o usuário na hora de interagir com seus dispositivos. Tenho que dizer que nunca fiquei tão entusiasmado com um SO desde que conheci o Android. Ubuntu Touch tem grande potencial, só espero que não nos decepcione”, confessa.

Edileuton Oliveira, aluno da UFPR, já trabalha há um ano em pesquisa e desenvolvimento para o sistema operacional Android. Segundo ele, uma das maiores inovações dos lançamentos da Mozilla e a Canonical é a utilização do HTML5 – uma linguagem para estruturação e apresentação de conteúdo considerada uma tecnologia chave para a internet – que facilita o desenvolvimento e a portabilidade de aplicativos.

Apesar dos atrativos que os SOs móveis oferecem, no começo, eles ganham o público pela aparência. E para Cavalcanti, a Mozilla esta pecando nesse aspecto. “A interface de usuário do Ubuntu é muito bonita, o sistema parece funcionar muito bem mesmo sem botões físicos, apenas por gestos. Já o Firefox OS não está legal, os aparelhos são feios e a interface também. Para mim, esse já nasceu fadado ao fracasso”, confessa.

Mozilla OS investirá em aparelhos de baixo custo – Foto: divulgação/Alcatel

Novos aplicativos para os novos SOs

Com o mercado de smartphones já estabelecido, não adianta lançar um novo SO sem uma boa biblioteca de aplicativos. Segundo Edileuton Oliveira, quando uma empresa lança um novo sistema ela também disponibiliza um SDK (Software Development Kit) para ajudar no desenvolvimento de aplicativos. “Como essas plataformas são muito recentes, ainda não pude dar uma olhada nos seus SDKs, mas acredito que o desenvolvimento para esses SOs, baseados em HTML5, se aproxime muito mais do desenvolvimento de um aplicativo para navegadores do que para um aplicativo para Android, por exemplo”, explica.

Que chances os novatos têm?

Oliveira acredita que os dois sistemas operacionais competirão diretamente com o Android. Entretanto, ele também elogia bastante o Ubuntu Touch: “A interface do Ubuntu Touch está bastante interessante, limpa e intuitiva. Um recurso bastante interessante é a possibilidade de executar dois aplicativos simultâneos”, comenta.

Antes do lançamento oficial, fica complicado estimar com qual fatia do mercado cada sistema ficará. Tudo vai depender do marketing, do preço e de quais empresas adotarão cada um dos sistemas operacionais. Para Oliveira, o Ubuntu Touch sai na frente. “Ubuntu Touch possivelmente tenha um mercado maior, pois os usuários que já utilizam o Ubuntu para desktop, possivelmente, o olharão com bons olhos.”, explica.

E até quem nunca teve um computador com Linux está interessado, é o caso de Neto Cavalcanti. “A principal qualidade que vejo no Ubuntu é a integração entre smartphone, PC, TV e tablet que Canonical quer levar ao público. É o que me faz gostar ainda mais da ideia de ter um Ubuntu Touch”, comenta.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares