sex 07 out 2022
HomeComportamentoO Amor Possível: coletânea celebra as diferentes formas de amar

O Amor Possível: coletânea celebra as diferentes formas de amar

Separado em quatro partes que refletem as fases da lua, em sua maioria, o livro é composto pela colaboração de autores não profissionais

No aniversário de 175 anos de Castro Alves — até 2015, também reconhecido como o Dia Nacional da Poesia —, o Jornal Comunicação dá destaque a um projeto dedicado ao amor, ou melhor, a todos aqueles que amam, não importa a quem ou a quê. Com mais de 20 escritores voluntários, a coletânea O Amor Possível (2021) conta com textos ficcionais, mas, em grande parte, baseados em histórias ou sentimentos reais.

Separado em quatro partes, representadas pelas fases da lua — nova, crescente, cheia e minguante —, a introdução da obra reforça: “Assim como o amor, a lua é a luz que ilumina a escuridão da noite e é cheia de fases. O sentimento crescente, a plenitude do amor, a emoção que se esvai e míngua, precedem a escuridão que assola nosso coração e o preparam para a próxima fase”. Nesse sentido, o livro compõe as fases da lua como representação para o amor e as suas nuances.

Com edição geral de Giulia Michelotto, edição de texto de Juliana Sehn, direção de arte de Chananda Buss e diagramação de Cecília Sizanoski, o livro é resultado da disciplina de Projeto Editorial e Gráfico do curso de Jornalismo na Universidade Federal do Paraná (UFPR). A disciplina foi ministrada pelo professor José Carlos Fernandes em parceria com as monitoras Catherine Grein e Letícia Ribeiro.

NOTÍCIAS RELACIONADAS