qua 20 out 2021
HomeDestaquesO velho novo baiano garante o coro curitibano na Corrente Cultural

O velho novo baiano garante o coro curitibano na Corrente Cultural

Moraes Moreira fechou a noite de sábado do Palco Riachuelo. Foto: Maíra Roesler

“Besta é tu” anunciou o clima saudosista que a apresentação de Moraes Moreira seguiria na noite de sábado da Corrente Cultural 2013. No Palco Riachuelo, o baiano invocou o coro da plateia lotada com o álbum “Acabou Chorare” dos Novos Baianos, de 1972, um dos mais importantes da história da música nacional (liderou a lista dos 100 maiores discos da música brasileira, feita em 2011, pela Rolling Stone).

Para um público misto de todas as idades de amantes da música brasileira, Moreira cantou ainda, acompanhado de seu filho Davi Moraes na guitarra, alguns de seus sucessos da carreira solo, além de outros clássicos do forró e do samba.

O baiano contou, orgulhosamente, com a participação do filho Davi Moraes. Foto: Maíra Roesler

Entre clássicos musicais e poemas de cordel, Moraes Moreira citou grandes poetas brasileiros, inclusive o curitibano Paulo Leminski, com quem compôs “Promessas Demais”, uma das últimas canções da apresentação.

Ao fim da noite no Palco Riachuelo, o guitarrista de Salvador Armandinho Macêdo subiu ao palco e arrepiou o público com sua guitarra baiana. A grandiosidade da Bahia garantiu um desfecho brilhante para a noite de sábado da Corrente Cultural.

O público lotou a Praça Generoso Marques, ocupando também as sacadas dos prédios no entorno. Foto: Maíra Roesler
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes