Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
1xbet
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com

1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com

1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
betforward
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co

betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co

betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
deneme bonusu veren bahis siteleri
deneme bonusu
casino slot siteleri/a>
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Cialis
Cialis Fiyat
deneme bonusu
padişahbet
padişahbet
padişahbet
deneme bonusu 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet 1xbet untertitelporno porno
sex 19 jul 2024
HomeAmbiente & SustentabilidadeProjeto de lei que restringe uso de sacolas plásticas no Paraná será...

Projeto de lei que restringe uso de sacolas plásticas no Paraná será votado na segunda (05)

Nesta segunda-feira (05), haverá votação na Assembleia Legislativa para decidir o futuro do projeto de lei de autoria do deputado Caí­to Quintana (PMDB), que prevê a proibição do uso das sacolas plásticas em todo o Paraná. O projeto foi vetado pelo governador Beto Richa (PSBD) no final de janeiro deste ano. Na avaliação de Richa, a decisão ocasionaria aumento de preços ao consumidor e a falsa ideia de que sacolas alternativas não causam nenhum dano ao meio ambiente. Para que o veto seja derrubado, o projeto precisa ter a aprovação de pelo menos 28 deputados.
Curitiba é uma das capitais brasileiras que ainda não tem legislação aprovada sobre a restrição do uso de sacolas plásticas. Em 2011, o projeto de lei de autoria do deputado Stephanes Junior (PMDB), que previa a substituição obrigatória das sacolas convencionais por ecológicas no estado, foi arquivado.
Segundo Stephanes, no projeto de lei apresentado este ano, há a definição da sacola de papel como substituta da plástica. Ele diz que é preciso acabar com o uso das sacolas convencionais. “O plástico pode levar mais de cem anos para se decompor. Já as sacolas de papel, de três a quatro meses. Não há mais sentido em utilizar as convencionais”, completa.

Melhor para o meio ambiente?

De acordo com a quí­mica e professora do curso de Engenharia Ambiental da UFPR, Ana Flávia Godoi, é preciso pensar além da proibição do uso de sacolas plásticas e focar na substituição. “Se eu parar de usar sacolas plásticas e não utilizar na minha casa um saco de lixo biodegradável, ou não encontrar uma solução alternativa, o dano ao meio ambiente continua o mesmo”, afirma.
Ao mesmo tempo, ela defende que a própria questão do biodegradável é complicada. Muitas vezes, os plásticos ditos oxidegradáveis recebem aditivos quí­micos desconhecidos para acelerar o processo de degradação, o que também prejudica o meio ambiente. “Nós não sabemos se estamos solucionando o problema ou criando outro”, diz. A professora enfatiza que a questão não é só ambiental, mas também social. “Estamos longe de encontrar uma solução ideal. A situação é complexa”, completa.

A restrição do uso das sacolas plásticas gera discussão no Paraná
Divulgação
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo