sex 22 out 2021
HomeAmbiente & SustentabilidadeResponsabilidade social empresarial vai além de ações ambientais e programas voltados à...

Responsabilidade social empresarial vai além de ações ambientais e programas voltados à população

Ações voltadas ao meio ambiente e à população carente são apenas um pequeno passo para uma companhia que pretende ser socialmente responsável. O conceito, que teve iní­cio no perí­odo do surgimento das fábricas, também engloba a relação entre a corporação e os seus funcionários. “As ações sociais, primeiramente, devem começar dentro da própria organização, em relação aos funcionários da empresa”, afirma a professora de economia da Universidade Federal do Paraná Ana Lucia Santana. Segundo ela, a responsabilidade social empresarial deve levar em conta, inicialmente, a pontualidade no pagamento dos salários, a preocupação com as famí­lias dos funcionários, as obrigações trabalhistas e o ambiente de trabalho.

Após o surgimento das fábricas, no século 18, já existiam empresas que se preocupavam com o bem-estar dos seus trabalhadores. “Nessa época, já eram observadas várias iniciativas empresariais que propunham um contraponto à precariedade das condições de trabalho”, conta Renata Thereza Cunha, analista técnica do setor de responsabilidade social do Serviço Social da Indústria (Sesi) Paraná. Essas empresas seriam consideradas socialmente responsáveis nos dias de hoje.

Com o tempo, o foco das ações sociais sofreu modificações. Nas décadas de 60 e 70, a responsabilidade social empresarial passa a se voltar ao meio ambiente e aos consumidores. Segundo Cunha, organizações começam, nessa época, a exigir posturas mais responsáveis das empresas, denunciando e boicotando produtos considerados agressivos às pessoas e à natureza.

A visão da responsabilidade social empresarial voltada ao meio ambiente e à população ainda prevalece nos dias de hoje. “A gestão para a sustentabilidade amplia o lucro das organizações e agrega valores aos negócios”, explica Cunha.

O planejamento do Grupo Boticário para o perí­odo entre 2010 e 2013 incorpora projetos sociais voltados à comunidade e à natureza na gestão de seus empreendimentos. “Seguimos uma polí­tica de responsabilidade social corporativa e sustentabilidade que orienta nossas decisões e iniciativas”, destaca Malu Nunes, gerente da área de responsabilidade social corporativa e sustentabilidade da empresa. As questões sociais e ambientais são determinantes no planejamento das metas de crescimento da corporação.

Ações sociais como propaganda

Os projetos voltados à população ocupam um importante papel na construção da imagem das empresas. De acordo com Thereza Cunha, o surgimento desse tipo de gestão empresarial aconteceu na década de 80. De lá para cá, as corporações procuram conquistar a fidelidade do cliente com as ações sociais que praticam.

Ana Lucia Santana não enxerga a situação como um problema. “Não vejo nenhum problema em fazer publicidade com isso. As organizações devem comunicar os seus projetos à sociedade”, ressalta a professora. Segundo ela, esse tipo de postura pode ser positiva para o mundo corporativo. “Pode servir de exemplo para outras empresas que não estão atentas para esta questão”, afirma.

Ações voltadas ao meio ambiente fazem parte do planejamento do Grupo Boticário
Institucional

NOTÍCIAS RELACIONADAS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Populares

Comentários recentes