sáb 23 out 2021
HomeCiência & TecnologiaAlunos da UFPR visitam a Florida State University para aprimoramento de célula...

Alunos da UFPR visitam a Florida State University para aprimoramento de célula combustível

O projeto de produção alternativa e autossustentável de células combustíveis do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento Autossustentável (NPDEAS) da UFPR foi apresentado em um workshop realizado em abril na Florida State University (FSU). Alunos e professores das duas Universidades trabalharam no aprimoramento da célula.

Durante 11 dias, os estudantes de engenharia mecânica Leonardo Oliveira e Larissa Villar, ficaram em Tallahassee (Flórida, Estados Unidos) participando do workshop e apresentando a pesquisa sobre a célula de energia produzida pelo grupo da UFPR. “A importância desse projeto é enorme. Fomos a outro país transmitir e absorver novos conhecimentos”, diz Leonardo.

Alunos da FSU que participam da pesquisa ficaram no Brasil por mais de seis meses, retornaram ao EUA com a equipe brasileira para defender o trabalho realizado sobre a célula de combustão. Foto: Divulgação
Alunos da FSU que participam da pesquisa ficaram no Brasil por mais de seis meses, retornaram ao EUA com a equipe brasileira para defender o trabalho realizado sobre a célula de combustão. Foto: Divulgação

A proposta é criar células de energia com menor custo, porém com maior rendimento. Elas utilizam o hidrogênio e o oxigênio, que reagem com a membrana polimérica da célula. Essa união gera energia elétrica e energia térmica, além de água pura como o único resíduo do processo. O hidrogênio utilizado pelo NPDEAS é liberado através de um processo natural de microalgas, sistema também criado pelo projeto.

Participante da pesquisa, o estudante Leonardo Oliveira explica o kit didático desenvolvido em parceria com a FSU para ser comercializado para universidades e institutos de pesquisa.”O kit consiste em uma célula de combustível AMFC (Alkaline Membrane Fuel Cell ou Célula de combustível com membrana alcalina) e todos os componentes necessários para seu funcionamento devidamente alojados em uma maleta que possa ser transportada com facilidade”, descreve.

Outro objetivo é que esse kit seja vendido às escolas, onde um professor sem muita experiência possa montar e operar uma célula de combustível com facilidade, ensinando aos alunos, com um exemplo real, sobre essa fonte de energia limpa. O professor de Engenharia Mecânica José Vargas desenvolveu um algorítimo em Fortran para a construção da célula, buscando construir uma célula que fosse portátil, já que ela existia apenas em tamanho maior.

Para saber mais sobre o Núcleo, acesse a página no Facebook.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes