seg 18 out 2021
HomeCiência & TecnologiaEncontro de Cidades Digitais em Curitiba discutirá o uso de TIC's

Encontro de Cidades Digitais em Curitiba discutirá o uso de TIC’s

O I Encontro da Rede Regional de Cidades Digitais acontecerá terça-feira, dia 15 de abril, na Secretaria Municipal de Administração de Curitiba. O evento será promovido pela Rede de Cidade Digital (RCD) em parceria com a Associação de Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec) e a Secretaria de Informação e Tecnologia de Curitiba (SIT).

A Rede Regional em questão engloba apenas a Região Metropolitana (RMC) e é a primeira no país – criada em fevereiro deste ano, em reunião da Assomec.

A Rede de Cidade Digital é autônoma e atua de forma virtual e física. Foto: Fernanda Tieme Iwaya

O que é cidade digital?

Cidade Digital é aquela que está dotada de uma infraestrutura tecnológica, e através do uso das TICs (Tecnologia de Informação e Comunicação) visa aprimorar o serviço público e garantir acessibilidade à internet. Nas palavras do diretor da RDC, José Marinho, não adianta uma cidade ter todo o aparato tecnológico se seus cidadãos não têm a oportunidade de acesso à ele.

Dessa forma, a importância da cidade digital é a de criar um sistema de comunicação entre o poder público e o cidadão, diminuindo a distância entre eles e facilitando o acesso aos serviços oferecidos pela cidade. “Ela permite a desburocratização do serviço público e sua adequação, por meio da tecnologia, para os moradores”, explica Marinho.

A Rede de Cidade Digital é uma organização autônoma, podendo envolver setor público ou privado, e que atua para informar e promover espaços para compartilhamento de experiências e conhecimentos. Este principio é fomentado de modo virtual e físico, através dos eventos.

O pioneirismo da Rede Regional

Depois do I Congresso Paranaense de Cidade Digital (novembro/2013), em que foram levantadas informações de políticas públicas, linhas de financiamento e projetos bem sucedidos para os gestores de mais de 200 municípios, sentiu-se a necessidade de estruturar melhor as regiões do Estado, como explica o diretor da RCD, José Marinho. Assim, surgiu a primeira Rede Regional de Cidade Digital do país, que engloba Curitiba e mais 29 municípios da região metropolitana.

A importância da Rede Regional é justamente possibilitar a integração entre Curitiba e as cidades da região, para a troca de informações e experiências. “Mesmo Curitiba tendo um limite geográfico, não é isolada das cidades da região metropolitana, existem influências mútuas enormes, como o transporte coletivo”, opina o secretário de Informação e Tecnologia, Paulo Miranda.

O encontro das cidades tecnológicas da RMC

A criação do I Encontro de Rede Regional de Cidades Digitais, por fim, tem como objetivo levantar questões que envolvam todas as cidades da região metropolitana, em se tratando do uso da tecnologia e seu desenvolvimento. É esperado que já sejam tratados assuntos de interesse regional, como a questão de transporte, saúde, segurança e educação.

Esse primeiro encontro é direcionado aos gestores públicos e técnicos em tecnologia da informação, em prol de um debate sobre a temática do evento, para que seja possível fazer um mapeamento e dar forma ao trabalho da Rede de Cidade Digital. “Precisamos que o pessoal forneça muitos subsídios de suas localidades para compormos nosso plano”, comenta Marinho.

As expectativas são as melhores e espera-se que a troca de informações e a interação sejam grandes, pois a participação é a melhor forma de pautar melhorias que possam ser implantadas nos municípios, como explica o diretor da RDC. Outro ponto do evento é também dar voz aos municípios, para que interajam e decidam o que querem ser e o que precisam.

O encontro prioriza a interação para a troca de informação e experiências sobre o uso das TICs. Foto: Fernanda Tieme Iwaya

As parcerias

No evento, Paulo Miranda terá a oportunidade de apresentar a criação da Secretaria de Informação e Tecnologia (SIT) e explicar a importância e seu papel dentro da cidade. Para ele, é imprescindível que haja uma administração tecnológica nos municípios, pois é sempre possível um governo “ser refém” de corporações, por falta de conhecimento.

“É fundamental que do lado administrativo da saúde, educação, segurança e transporte a gente tenha a capacidade de pensar o uso da tecnologia”, explica Miranda. Por isso, estão sendo criados núcleos da SIT em outras secretarias: “Para se pensar o uso da tecnologia em informação na educação deve-se ser da secretaria da educação, e assim por diante”, completa.

O papel da Associação de Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec) é muito importante para a realização do encontro. Como explica o diretor e prefeito de Pinhais, município exemplo em uso de tecnologias da informação, Luizão Goularte, sua parte é de mobilizar os prefeitos para participar e divulgar, pois é importante tanto pra quem já teve experiência como cidade digital, quanto para quem não teve. “A Assomec facilita o acesso dos prefeitos a esse conhecimento técnico”, diz. “O evento é inovador porque discute um assunto que não se pode ser alheio, temos que aperfeiçoar e conhecer cada vez mais as tecnologias”, ressalta Luizão.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes