ter 19 out 2021
HomeDestaquesEstudantes da UFPR recebem prêmio internacional de inovação em Design

Estudantes da UFPR recebem prêmio internacional de inovação em Design

O bicicletário utiliza o espaço de apenas uma vaga de estacionamento e suporta 5 bicicletas ao mesmo tempo. Foto: Divulgação.
O bicicletário utiliza o espaço de apenas uma vaga de estacionamento e suporta 5 bicicletas ao mesmo tempo. Foto: Divulgação.

Os estudantes Carlos Alberto de Melo Júnior e Ana Carolina Buissa, que cursam Design de Produto na Universidade Federal do Paraná (UFPR), foram premiados em Marços pelo iF Student Design Award, o maior prêmio internacional de design voltado a jovens talentos.

O projeto vencedor, batizado de “Razor”, foi desenvolvido pelos alunos em conjunto com o professor Ken Fonseca, que dá aulas no curso de design de produto. O professor fala sobre a gênese do produto. “Na disciplina chamada ‘Projeto de Produto III’, os alunos fazem uma série de experiências. Um dos temas do ano passado foi vinculado ao projeto de extensão Ciclovida, da UFPR, e uma das demandas era a criação de bicicletários a serem usados em eventos esporádicos, um paraciclo móvel que pudesse ser usado por um dia e depois ser transportado”, diz.

O projeto aborda a sustentabilidade e o transporte alternativo. Por possuir uma estrutura mais compacta, leve e móvel, o “Razor” ganha importância nas metrópoles com grande fluxo de veículos motorizados. A peça construída em alumínio e aço usinados pode ser facilmente transportada, diferente dos bicicletários tradicionais.

O estudante Carlos Alberto Melo Júnior conta como foi o processo de produção do bicicletário. “A primeira etapa foi a pesquisa, para compreender o universo do problema. Depois veio a etapa conceitual, onde nós fazemos os desenhos à mão, e por fim a parte de detalhamento, que é o fechamento dos desenhos e como tirá-los do papel”, explica.

O iF Student Design, que possui sede em Hannover, na Alemanha, premia os projetos mais inovadores dos jovens todos os anos, mas o Brasil não era premiado desde 2012. Os estudantes enfrentaram uma concorrência pesada: mais de 14 mil projetos foram inscritos para a premiação. Carlos e Ana definem a sensação de receber o prêmio como “um sonho”.

Para a estudante Ana Carolina Lino Buissa a vitória é um grande incentivo. “A premiação foi um incentivo para que todos os alunos de Design da Universidade se inscrevam, para ver que realmente é algo possível”.

O futuro do produto, segundo Ana Carolina, ainda é incerto. “Conversamos com algumas empresas, mas como é um projeto da Universidade fica complicado de produzir”. Carlos Alberto completa. “Seria um projeto um pouco caro no momento, mas se uma empresa quisesse investir no projeto seria ótimo, já que foi visto um grande potencial no produto”.

A peça desenvolvida em aço e alumínio usinados é, de acordo com os criadores, “leve para ser transportada e pesada para não ser furtada”. Foto: Divulgação.
A peça desenvolvida em aço e alumínio usinados é, de acordo com os criadores, “leve para ser transportada e pesada para não ser furtada”. Foto: Divulgação.

 

Ciclovida

O projeto de extensão Ciclovida atuou em conjunto com os estudantes para a criação da peça. A ideia principal deste projeto é estimular o uso, a pesquisa e a divulgação sobre este meio de transporte. O objetivo é que os aproximadamente 40 mil estudantes, professores e funcionários da UFPR usufruam dos benefícios que a bicicleta oferece, tanto para a sustentabilidade quanto para a qualidade de vida de quem usa.

O projeto possui parceria em vários cursos da UFPR, como Psicologia, Arquitetura e Urbanismo, Educação Física, Engenharias Ambiental, da Produção, Elétrica e Civil, Design e Direito.

A premiada peça “Razor” foi desenvolvida a partir de uma sugestão do professor Ken Fonseca para os alunos e do coordenador do Ciclovida, José Carlos Assunção Belotto, que explica o início do desenvolvimento da obra. “Ministrei uma palestra sobre o programa e transporte sustentável para os alunos. O professor Ken então colocou como projeto de trabalho a criação de paraciclos móveis”.

Ana Carolina avalia que o apoio do Ciclovida foi importante. “Foi bom porque ele [o coordenador do projeto de extensão] nos deu um feedback, dizendo quais pontos podíamos alterar para deixar o trabalho melhor”.

José Carlos confirma que o projeto será apresentado para a Prefeitura de Curitiba.  “O ‘Razor’ já foi desenvolvido para uma futura  integração com a cidade e a prefeitura talvez possa usá-lo em algumas feiras livres, nas corridas de rua e em eventos organizados pela prefeitura”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes