qua 28 fev 2024
HomeAmbiente & SustentabilidadeFeira MUS traz apresentações artísticas na Praça Santos Andrade

Feira MUS traz apresentações artísticas na Praça Santos Andrade

Evento segue com exibição cultural até o dia 23 de setembro; confira as atrações

Desde quinta-feira (21), na Semana Nacional do Trânsito, a Feira de Mobilidade Urbana Sustentável (MUS) se passa em Curitiba. O objetivo é chamar a atenção para os problemas de mobilidade urbana presentes nas ruas da cidade.

A Praça Santos Andrade, sede da feira, tem recebido um bom público. Uma estrutura coberta foi montada para sediar a segunda edição do MUS que, neste ano, conta com apresentações artísticas musicais, poesia e cultura popular, além das atrações gastronômicas com diversas opções de comida e bebida no entorno. 

A banda Música Tátil é formada exclusivamente por pessoas com deficiência visual. Foto: Felipe Reis

Entre as atrações do espaço está o show da banda Música Tátil, um grupo formado exclusivamente por pessoas com deficiência visual. O principal objetivo do grupo é divulgar a atividade musical e a inclusão da pessoa com esta deficiência em diferentes ambientes da sociedade.

Para o idealizador do grupo, Luiz Amorim, se apresentar no evento é uma oportunidade de abrir novos caminhos para a acessibilidade. “É colocar de forma geral, a importância e necessidade da música e da cultura inclusiva sustentável para todos”, reflete o músico.

Na Feira, também acontece uma performance de recitação de poemas com Kalak Lobo, um escritor, romancista e poeta paranaense que realiza diversas interpretações na rua. Segundo ele, ao ficar sabendo da feira, não pensou duas vezes para se apresentar aos visitantes, pois acredita no movimento. 

Kalak escreve poesia há 45 anos. Foto: Felipe Reis

O artista conta: “Vim pela feira. Acredito muito no MUS. Esse movimento urbano sustentável dialoga com a minha ideia de tornar a rua mais bonita e agradável para que as pessoas entendam que a rua é um lugar de arte e prazer”.

Durante toda a programação, muitas pessoas foram se aproximando e se estabelecendo por ali para entender mais sobre a cidade e assistir aos espetáculos artísticos.

“Encontrei um grupo de pessoas que luta por uma cidade mais justa”, diz uma das organizadoras da feira, Jade Medeiros. Para ela, o evento promove o debate por uma cidade mais acessível para todos os cidadãos e que neste ano as performances artísticas contribuíram positivamente para isso.

Para participar, basta chegar ao local. A entrada na Praça Andrade é livre e gratuita e o evento se estende até sábado (23), com duração das 10h às 18h30.

Por Felipe Reis e Maíra Becker

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo