Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
1xbet
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
betforward
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
deneme bonusu veren bahis siteleri
deneme bonusu
casino slot siteleri/a>
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
https://treirb.net
deneme bonusu veren bahis siteleri
https://www.getbetbonus.com
ter 25 jun 2024
HomeCulturaFestival de Curitiba promove acesso a histórias clássicas

Festival de Curitiba promove acesso a histórias clássicas

Textos com séculos de idade são apresentados e promovem o contato do público através da atuação, música e dança

Nesta 32ª edição, o Festival de Curitiba reúne os clássicos da literatura com a cena teatral. As atrações do Fringe permitem que a adaptação da secular escrita passe a ser representada por meio da atuação, música e dança como forma de conectar o público com obras como as de João Cabral de Melo Neto e William Shakespeare.

Trazer as histórias literárias para o palco não apenas celebra a riqueza da literatura, mas também oferece um novo olhar sobre temas universais que continuam a ressoar com o público atual. Além de ser uma oportunidade única de revitalizar as criações, torná-las acessível para uma plateia diversificada e impressionar até aqueles que não estão acostumados a assistir espetáculos teatrais.

Adriano Alves, já assistiu a mais de três espetáculos no Fringe e comenta sobre a chance de conseguir presenciar os clássicos saindo do papel. “Muitas pessoas que não conhecem os livros podem ter o primeiro contato no teatro e se aprofundar depois”, destacou o espectador.

Esse é o intuito da Trupe Ave Lola ao promover a exibição da comédia romântica shakespeariana, ‘Sonho de Uma Noite de Verão’. Sob direção de Ana Rosa Tezza, a escrita, que originalmente se passa em Atenas no século XVI, é trazida à cena com toques de contemporaneidade. A combinação entre linguagem teatral popular e música ao vivo foi a fórmula utilizada para lotar o ‘teatro tenda’ no último domingo.

“Popularizamos a linguagem através da peça. Temos a imagem, o som, a palavra dita, e isso ativa muito a curiosidade para a leitura. Um clássico puxa o outro e as pessoas vão permeando a história da literatura e do próprio teatro”

Kauê Persona, ator de uma das adaptações.

Adaptação do clássico de Shakespeare, ‘Sonho de Uma Noite de Verão’, apresentado pela Trupe Ave Lola. Fotos: Izabel Forquim

O espetáculo ainda será exibido no Teatro Ave Lola, nos dias 3 e 4 de abril, às 10h00 e 5 e 7 de abril, às 19h00. Para Ana Rosa, um dos maiores contratempos em torno de toda a produção, é propor novas abordagens e meios de chamar a atenção do espectador para uma arte que, ao longo dos anos, já possuiu inúmeras narrativas diferentes. “Reproduzir um clássico significa fazer algo que já foi mostrado muitas vezes, e esse é o maior desafio”, declarou a diretora teatral.

Outro mecanismo utilizado para atrair um público diversificado, é o sistema Pague Quanto Vale, uma modalidade que propõe democratizar o acesso ao teatro e provocar reflexão sobre o valor da cultura. Dentro do Fringe, cerca de 55 espetáculos podem ser vistos por meio de contribuição espontânea, incluindo as apresentações do Ave Lola, cuja companhia é uma das entusiastas desta proposta na capital. “O teatro é super importante para que mais pessoas tenham acesso às histórias”, destaca a pedagoga e telespectadora de ‘Sonho de Uma Noite de Verão’, Bruna Juliane.

Ana Rosa Tezza frisa sobre a importância do ‘Pague Quanto Vale’ para o meio artístico
Elenco combina a escrita com linguagem teatral em tenda montada no palco do Teatro Ave Lola. Vídeo: Maíra Becker

A literatura dentro do Festival

O Gufo Coletivo Teatral traz na programação de espetáculos de rua a obra adaptada ‘Na Toada do Coração – O Pequeno Príncipe’, originalmente um livro do autor francês Antoine de Saint-Exupéry.

A peça dirigida por Adriana Sttomaior será apresentada em diversos pontos da cidade e na região metropolitana. Nas datas abaixo:

04/04 – Praça Bento Munhoz da Rocha Neto, em Campina Grande do Sul às 10h30

05/04 – Teatro da Vila na CIC às 15h00

06/04 – Bebedouro do Largo da Ordem às 18h00

07/04 – Praça Generoso Marques às 15h00

“Que o teatro seja cada dia mais acessível, popular e tateado pelas pessoas”, publicou o coletivo em seu Instagram @gufocoletivo.

A literatura brasileira não ficou de fora desta programação. ‘Morte e Vida Severina’, de João Cabral de Melo Neto, é adaptado pela companhia de teatro Sky Artes, sob direção de Caio Fabio dos Santos e Eduardo Fabio Borges dos Santos.

Esta peça será encenada nos dias:

01/04 – Ruínas de São Francisco às 20h00

03/04 – No Teatro da Vila na CIC às 10h30

Já o clássico da literatura, ‘Oliver Twist’ também faz parte do Festival. O romance de Charles Dickens é adaptado ao teatro da maneira mais acessível de todas: em praças e sessões gratuitas nas Ruínas de São Francisco.

02/04 – Ruínas de São Francisco às 11h00

03/04 – Ruínas de São Francisco às 20h00

04/04 – Ruínas de São Francisco às 15h00

Mais informações podem ser encontradas na programação oficial do Festival de Curitiba, dentro da sessão dedicada ao Fringe. Para acessar, basta clicar aqui.

LEIA MAIS: Jornal Comunicação faz cobertura especial do Festival de Curitiba

Por Erika Boslooper, Izabel Forquim e Maíra Becker

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo