ter 04 out 2022
HomeCidadePouca idade, grandes mudanças: as marcas da pandemia para uma geração

Pouca idade, grandes mudanças: as marcas da pandemia para uma geração

Entre brincadeiras e preocupações, as crianças precisam lidar com a nova rotina em casa, com novas responsabilidades e, em alguns casos, até com a violência

O dia 27 de setembro de 2021 marcou o retorno das aulas totalmente presenciais nas escolas das redes municipal de Curitiba e estadual do Paraná. Os estudantes que vinham acompanhando as aulas de maneira remota, ou no formato híbrido, desde o início da pandemia, em março de 2020, puderam retomar às rotinas de estudo.

O tempo que passaram longe das escolas impactou as crianças de diferentes formas. Entre elas, o aumento no tempo de tela, mudanças no comportamento e maior exposição à violências e situações de risco. 

A reportagem “Pouca idade, grandes mudanças: as marcas da pandemia para uma geração”, produzida pelos estudantes durante a disciplina Jornalismo Longform, com a orientação do professor Elson Faxina, expõe como as crianças foram afetadas pela pandemia. 

Além de trazer a perspectiva das crianças sobre o contexto pandêmico em que estão inseridas, o material multimidiático apresenta conversas com pais, pesquisadores e especialistas da área, e também dados preocupantes sobre a violência. 

A reportagem longform pode ser acessada por meio deste link. Como parte da produção da disciplina, o site também foi desenvolvido pelos estudantes.

Este trabalho é parte de uma série produzida na disciplina de Tópicos Especiais em Teoria do Jornalismo I – Jornalismo Longform, ofertada em 2021, que retrata como diferentes categorias foram afetadas pela pandemia. Acesse as demais reportagens da série por meio destes links:

Letícia Ribeiro
Estudante do curso de Jornalismo da UFPR.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Letícia Ribeiro
Estudante do curso de Jornalismo da UFPR.