Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
1xbet
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com

1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com

1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
betforward
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co

betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co

betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
deneme bonusu veren bahis siteleri
deneme bonusu
casino slot siteleri/a>
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Cialis
Cialis Fiyat
deneme bonusu
padişahbet
padişahbet
padişahbet
deneme bonusu 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet وان ایکس بت 1xbet 1xbet untertitelporno porno
seg 15 jul 2024
HomeCidadeServidores da saúde municipal continuam greve

Servidores da saúde municipal continuam greve

Protesto em frente à prefeitura cobra negociação com prefeito Gustavo Fruet. / Foto: Douglas Maia
Protesto em frente à prefeitura cobra negociação com prefeito Gustavo Fruet. / Foto: Douglas Maia

Os servidores da saúde pública de Curitiba permanecem em greve nesta terça feira (3). A categoria recusou a proposta de parcelar as dívidas apresentada ontem pela vice-prefeita Mirian Gonçalves.  Hoje, os grevistas se reuniram mais uma vez, agora em frente à sede da Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico. A mobilização começou às 9h da manhã e cobra uma reunião com o prefeito Gustavo Fruet.

O pagamento dos reajustes salariais deveria ter ocorrido em dezembro. Pelo Decreto 1.385, publicado em 22 de dezembro de 2014, a prefeitura suspendeu reajustes e pagamentos de gratificações para diversas categorias. Foram atingidos servidores da saúde, FAS, fiscais, auditores, dentistas, arquiteto, engenheiros, professores, entre outros.

“Até o momento não tivemos um canal real de comunicação com a Prefeitura desde o início da greve”, diz a coordenadora geral do Sismuc, Ana Paula Cozzolino. “Tivemos uma reunião com a vice-prefeita e vereadores, mas eles não tem poder de decisão. Expusemos os principais pontos e problemas e eles se comprometeram a abrir um canal de negociação. O movimento entrou no seu segundo dia porque isso não ocorreu ontem”, explica.

Unidades afetadas

Segundo o sindicato, até o momento 76 das 102 unidades de saúde pública de Curitiba apresentam algum tipo de paralisação, mas os atendimentos a emergências estão mantidos. A Prefeitura declarou em boletim que apenas 4,57% dos funcionários não trabalharam ontem. As regionais mais afetadas pela paralisação foram a do Boa Vista, Pinheirinho e Cajuru.

Reunião

Por volta das 11h a comissão que representa os servidores da saúde conseguiu agendar uma reunião. No entanto, apenas o Secretário de Saúde e o Secretário de Governo poderiam atendê-los, uma vez que o prefeito não se encontrava no prédio. A nova proposta da prefeitura será avaliada em assembleia que está marcada para hoje à tarde.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pular para o conteúdo