qui 21 out 2021
HomeComportamentoCalouros na terceira idade

Calouros na terceira idade

Chegar aos 55 anos, aposentar-se, parar de trabalhar. O senso comum diz que é nesta idade que começamos a curtir a vida. Para não sair do ritmo, muitos idosos recorrem a várias opções de cursos e palestras para continuar com as habilidades afiadas. Ontem (10), um desses cursos encerrou o período de inscrição. A Universidade Aberta da Maturidade (UAM) é um projeto de extensão da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que funciona como um espaço propício para o desenvolvimento social e cultural dos idosos, além da valorização deles na sociedade.

A Universidade Aberta da Maturidade foi criada em julho de 2012, pela Reitoria da UFPR, com dois objetivos centrais: inserir o idoso no universo do ensino superior e abrir os olhos da academia para a temática da terceira idade. O curso tem duração de um ano e visa contemplar seis áreas de interesse dos idosos: Direito do Idoso, Atividades corporais, Meio Ambiente, Arte e Cultura, Saúde do Idoso e Gerontologia, através de professores que se voluntariam para aplicar as aulas e passeios oferecidos pela universidade.

A coordenadora do curso, a professora Maria Emília Von Der Heyde, elencou alguns desses passeios. “Nós visitamos o Festival de Inverno de Antonina; o Museu de Arqueologia e Etnologia da UFPR, em Paranaguá; o Museu Oscar Niemeyer e uma fazenda”, explica a professora.

As aulas acontecem nas terças e quintas-feiras, das 14h às 17h. Foto: Silvio S. Kuroda

O planejamento inicial era ofertar 30 vagas no curso. Devido à procura acima da média (cerca de 80 inscritos para as vagas), a coordenação ampliou a oferta e contemplou 50 idosos na primeira turma. Neste ano, as vagas são para 100 alunos, porém o número de inscritos já ultrapassou 150.

A composição dos estudantes, segundo a coordenadora do curso é diversa. “Tem alunos que nunca cursaram uma universidade, assim como temos Doutores”, conta Maria Emília. Ela explica, ainda, que a desistência é baixa, gira em torno de 15%. As aulas, ministradas duas vezes na semana, terça e quinta-feira à tarde, podem ser realizadas em qualquer campus da UFPR. Dependendo da aula, os aposentados usufruem dos laboratórios e salas como qualquer outro aluno da graduação.

Laços de amizade

Nicéia Stadler Riz, 57 anos, é aposentada ferroviária. Conheceu a Universidade da Maturidade através de uma colega da Pastoral da Pessoa Idosa. Sua curiosidade e ânimo foram fatores determinantes para que se inscrevesse na UAM. “Parada eu não ficaria, resolvi me envolver”, brinca Nicéia.

A aposentada, que estudou até terminar o ensino médio, contou que as temáticas dos cursos giram em torno das necessidades dos idosos. “São aulas para a vida – interativas, visando a nossa qualidade de vida”. Ela também ressaltou que a possibilidade de conhecer pessoas na mesma fase de espírito, compartilhar experiências e fazer amizades dá um aspecto familiar à UAM. A coordenadora Maria Emília Von Der Heyde, afirma que tal aspecto citado pela aluna ajuda no florescimento de novas pessoas. “É como um dos nossos alunos. Ele era tímido e retraído. Hoje, no final do curso, ele chega conversando e abraçando todo mundo”, conta a coordenadora.

Nicéia Riz diz que os passeios são a melhor parte do curso, mas que por adorar cozinhar, suas aulas preferidas são nutrição e farmácia. Além disso, ela conta orgulhosa que a interação social entre alunos e professores é grande. “Nós vamos continuar nos visitando, depois que acabar o curso, como uma família mesmo”, finaliza Nicéia.

Este ano, quase 150 pessoas fizeram inscrição para o curso, cuja duração é de 12 meses.
Foto:Silvio S. Kuroda.
NOTÍCIAS RELACIONADAS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Populares

Comentários recentes