sáb 16 out 2021
HomeDestaquesCampeonato Nacional de Patinação Freestyle terá próxima etapa em Curitiba

Campeonato Nacional de Patinação Freestyle terá próxima etapa em Curitiba

Praticante da modalidade, Djeison pratica Slalom 5 vezes por semana. (Foto: Bruno Magnos)

O 2º Campeonato Nacional de Patinação Freestyle realiza a próxima etapa em Curitiba, nos dias 18, 19 e 20 de abril, na Praça Oswaldo Cruz. O evento conta com várias modalidades do roller, como Battle, Classic Slalom, Jump Style, Speed, entre outros.

O fundador da Curitiba Slalom Club, Djeison Ristow, explica que a etapa em Curitiba é regulamentada pela filial brasileira da World Slalom Skaters Association (WSSA), a WSS Brasil. A associação é responsável pela arbitragem e pelo ranking que contabiliza os atletas em âmbito nacional e internacional. “Todo o resto da organização do evento fica por conta da Curitiba Slalom Club”, diz o fundador.

Das competições para o lazer

Amante dos patins há 17 anos, Djeison já transitou por quase todas as modalidades do roller, mas atualmente tem se dedicado mais ao Slalom. A prática consiste em enfileirar pequenos cones, com um espaçamento médio de 80 cm, em uma pista reta, e fazer diversas manobras com o roller, que exigem muita técnica e concentração.

O atleta está na 9ª colocação do ranking nacional e treina a modalidade em um espaço adaptado para o esporte. A prática com a fileira de cones se popularizou no Parque Barigui que, apesar de ser considerado o melhor local de Curitiba para a prática, segundo Djeison, ainda é falho. As ciclovias são compartilhadas e não comportam todo o fluxo de pedestres e esportistas que a utilizam. “Teria que melhorar muito para ser considerado um espaço bom”, afirma.

Por outro lado, Bruno Loewen patina nos parques da cidade todos os finais de semana. “Uso a patinação pra fugir da rotina e esquecer um pouco dos problemas da semana”, diz. Ele pratica as modalidades de fitness (passeio pelo parque), de velocidade, e algumas manobras do slalom, mas não tem interesse em participar de grandes competições. “Prefiro gastar meu tempo livre para patinar do jeito que eu quero, sem seguir roteiros”, conta.

Outras modalidades do roller

O Roller Derby teve origem nos Estados Unidos por volta dos anos 40. Desde o começo, a modalidade esteve relacionada a libertação feminina, em que a mulher que não deseja a vida de dona de casa tinha a oportunidade de desenvolver o lado forte e a agilidade.

A liga feminina Blue Jay Rollers é uma das 31 ligas do país e existe em Curitiba há três anos. As atletas de roller derby participaram de todas as edições do Campeonato Brasileiro. Esse ano, o evento será sediado pela liga Black Hearts Derby, no Espírito Santo, e as “gralhas”, como são conhecidas as atletas da liga curitibana, já confirmaram presença.

Estela Cunha (26), como a maioria das garotas da liga, encontrou a Blue Jay Rollers por acaso e resolveu aparecer no treino.  O grupo está sempre aberto para novas participantes e oferece treinos semanais. O perfil das garotas é bem variado e a única restrição é de que as participantes sejam maiores de 18 anos. “É um esporte de contato. Não queremos ninguém se machucando sem ser responsável por si mesmo”, explica Estela. Para a atleta, o roller derby se tornou mais que uma modalidade do roller.“É uma comunidade onde todos se ajudam e compartilham experiência”, completa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes