sáb 16 out 2021
HomeCidadeIrã e Nigéria: 40 mil pessoas, uma festa, nenhum gol

Irã e Nigéria: 40 mil pessoas, uma festa, nenhum gol

A Arena da Baixada recebeu o maior público já registrado no estádio: 39.081 pessoas.
Foto: Thais Barbosa

Responsável por estrear a Arena da Baixada, nessa segunda-feira (17), a disputa entre Irã e Nigéria terminou sem gols. Cerca de 40 mil pessoas presenciaram o empate no estádio oficial da Copa do Mundo em Curitiba. Nem mesmo a campeã africana do ano passado, Nigéria, conseguiu sair com a vitória. Como favorita, essa seleção impôs seu ritmo de jogo. Aos 8 minutos, quem criou a primeira boa chance da partida foi o atacante nigeriano Emenike. Com Reza sozinho no ataque, a seleção do Irã manteve-se bem recuada no primeiro tempo.

Nos 45 finais o Irã pareceu reagir, mas a seleção africana continuou dominando o espaço em campo, apesar de não criar oportunidades para balançar a rede. E foi essa sensação de jogo parado que diminuiu a emoção dos torcedores. Os chutes para fora, os passes ruins e os escanteios mal cobrados engataram vaias cada vez mais fortes de quem estava assistindo. O jogo continuou morno e sem gols até o apito final.

Torcida

O boliviano Fabrício Camacho, que assistiu a abertura do Mundial em São Paulo,  lamentou o desempenho dos times. “Nenhuma das equipes parecia querer ganhar. Elas ficaram muito confortáveis, não tomaram nenhuma iniciativa”, conta Camacho.

Apesar de ter sido um jogo ruim em termos técnicos, a arquibancada estava cheia de iranianos e nigerianos animados. Eles não se intimidaram com a predominância verde-amarela que gritava “Eu sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor”.

A partida conseguiu aproximar torcedores dos três times e trazer expectadores como Emanuel Nunu, um nigeriano nitidamente empolgado com a estreia da seleção africana na Copa. “Estou gostando de tudo, está tudo muito legal. A cidade é linda e tudo tá bem organizado”, avalia ele.

Segurança

A movimentação dos policiais para o bloqueio nas ruas no entorno da Arena começou ainda pela manhã. A partir do meio dia, quatro horas antes do jogo, os agentes começaram a pedir a identificação de pessoas e veículos. Para entrar no perímetro entre a Rua Westphalen, Rua Chile, Avenida Silva Jardim e Rua Bento Viana era necessário apresentar a credencial de morador ou o ingresso para o jogo.

No início do bloqueio muitos motoristas ainda estavam confusos, o que gerou lentidão no trânsito, principalmente na Avenida Silva Jardim. A situação mais comum era a de moradores ou comerciantes que haviam esquecido de fazer o credenciamento. Nesse caso, um policial os acompanhava até a Praça Ouvidor Pardinho, onde o cadastro ainda ocorria.

O casal Edinete Ferreira e Rogério Silva, turistas de Santos se surpreenderam com o esquema de segurança: “A região está bem segura, tem bastante policial”. Eles apontam, também, que as placas com a localização dos portões do estádio estavam bem arranjadas.

Comércio

No comércio de Álvaro Ribeiro, a expectativa de receber turistas no primeiro dia de jogo era grande
Foto: Thais Barbosa

Boa parte dos estabelecimentos no entorno da Arena, como farmácias e lojas de eletrônicos, estavam de portas abertas. Álvaro Ribeiro, dono de uma distribuidora de bebidas na região, abriu sua loja com esperança de lucro. Apesar de só estar vendendo as marcas patrocinadas pela FIFA, ele disse que não foi notificado oficialmente sobre a restrição: “Eu estou vendendo apenas duas marcas de cerveja e uma de refrigerante porque fui orientado pelo pessoal da Ambev. Ninguém da FIFA avisou nada, mas não vou vender outras marcas por precaução”, diz. O comerciante reclama que o bloqueio dos policiais ocorreu antes do previsto, o que prejudicou a circulação do veículo que faz entregas da loja.

Confrontos seguintes

As próximas seleções que se enfrentam na Arena da Baixada são Honduras e Equador. Os hondurenhos vem para cima dos equatorianos. Isso porque querem recuperar a derrota de três a zero que sofreram contra a França no último domingo. Já é certo que o volante Palacios não participa do jogo em Curitiba, pois foi expulso na partida de estreia.

O jogo Honduras X Equador será realizado na próxima sexta-feira (20), às 19h. O esquema de segurança e a situação do comércio permanecerão os mesmos.

Para fechar a Copa do Mundo na capital paranaense, jogam Austrália e Espanha no dia 23 e Argélia e Rússia no dia 26.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes