sáb 16 out 2021
HomeCidadeMuseu Oscar Niemeyer recebe mostra dos grafiteiros “os gêmeos”

Museu Oscar Niemeyer recebe mostra dos grafiteiros “os gêmeos”

Após sucesso em São Paulo, exposição vem para Curitiba trazendo as mais diversas intervenções artísticas promovidas pela dupla reconhecida mundialmente no ramo

Criada para revelar novas visões do fazer artístico da dupla de grafiteiros conhecidos como “os gêmeos”, a exposição “OSGEMEOS: Segredos” chega em Curitiba e ficará em exibição até abril de 2022 no Museu Oscar Niemeyer (MON).

A produção, que conta com mais de 850 itens entre pinturas, instalações imersivas, esculturas e desenhos, teve sua primeira mostra na Pinacoteca de São Paulo, onde obteve sucesso entre o público e a crítica. Ao todo, foram 510 mil pessoas visitando (online ou presencialmente) o local.

Segundo a diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika, obras como a dos irmãos são de grande importância principalmente ao se levar em conta o cenário atual: “Neste momento, em que todos focamos numa reconstrução, seja individual ou coletiva, a arte desta genial dupla de irmãos contribui com a nossa busca interna” afirma. “Seus traços retratam o dia a dia das grandes cidades e suas obras nos levam a uma imersão que revela pertencimento e identidade a símbolos locais e cotidianos, que nos conectam ao lúdico”.

Sobre a exposição

A mostra exibe a trajetória dos irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo, dois meninos nascidos na região central de São Paulo que ganharam o mundo com suas intervenções no espaço urbano. A história é contada em três diferentes andares do museu e em cada ambiente é possível conhecer mais sobre os artistas. Enquanto o primeiro andar é reservado para a representação das décadas de 70 e 80 na vida dos dois irmãos, o segundo mostra como foi dos anos 90 aos 2000. Já o último piso é reservado para a exibição dos trabalhos mais recentes e grandiosos dos gêmeos. 

Além disso, a exposição conta itens da infância e adolescência dos dois e com salas que homenageiam partes importantes de suas vidas, como os bordados da mãe e o hip-hop, um dos elementos que promoveu o encontro dos irmãos Pandolfo com o grafite. Artistas que têm proximidades artísticas com os autores também foram mencionados, como o britânico Banksy.

Polêmica 

Intervenção feita pelos gêmeos na fachada do MON. — Foto: José Fernando Ogura/AEN

No final de agosto, a dupla fez uma obra temporária na fachada do museu a fim de promover a exposição. Após ampla divulgação, Paulo Niemeyer, bisneto do arquiteto que dá nome ao local, criticou nas redes sociais a arte exposta, afirmando que a obra do seu bisavô foi desrespeitada.

Após repercussão, os representantes do MON afirmaram que a obra havia sido encomendada pela direção e autorizada pela Fundação Oscar Niemeyer, órgão que cuida do patrimônio cultural do estado. Alguns dias depois, o próprio órgão parabenizou os artistas nas redes sociais, rebatendo as críticas do bisneto do arquiteto.

Serviço

A exposição está aberta de terça a domingo, das 10h às 18h. Devido a pandemia, é necessário marcar horários específicos para a visitação. Os ingressos custam entre 12 e 22 reais e a venda está sendo feita apenas pelo site.

Matéria por Emerson Araújo e Jully Ana Mendes

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes