ter 19 out 2021
HomeDestaquesProfessores da UFPR podem entrar em greve no fim de maio

Professores da UFPR podem entrar em greve no fim de maio

Na assembleia do dia 22, os professores aprovaram o indicativo de greve com ampla maioria dos votos (foto: Divulgação/ APUFPR)
Na assembleia do dia 22, os professores aprovaram o indicativo de greve com ampla maioria dos votos (foto: Divulgação/ APUFPR)

Foi aprovado com ampla vantagem, no dia 22 de abril, o indicativo de greve dos professores da UFPR durante a Assembleia Geral Extraordinária da Associação dos Professores da Universidade Federal do Paraná (APUFPR-SSind), realizada na sede da associação, em Curitiba. Segundo o atual presidente da APUFPR-SSind, João Negrão, a mobilização dos docentes tem acontecido desde o congresso do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN), realizado em Brasília no final de fevereiro, em conjunto com o fórum dos Servidores Públicos Federais (SPFs).  As instituições participantes se uniram para lançar uma campanha pelo salário unificado no dia 25 de fevereiro. De acordo com Negrão, a greve está prevista para começar no final de maio caso realmente aconteça. As pautas levantadas pelos professores são diversas, e segundo ele, se misturam com as demandas dos SPFs, como o reajuste linear de 27% e a data base. “A carreira docente está completamente desestruturada. Acordamos mesas de negociação com o MEC ano passado, que não foram cumpridas. Esperamos que elas sejam realizadas e reivindicamos uma política salarial, coisa que não existe”, afirma.

Sobre o futuro do movimento, Negrão conta que uma nova assembleia está marcada para o dia 12 de maio, onde será discutido o indicativo e votado se a base vai ou não fazer a greve. “Acho possível que ela aconteça, mas talvez nosso ritmo seja mais lento”, diz ele. João Negrão também representou a associação no 7º Conselho do ANDES-SN (Conad) Extraordinário, que aconteceu em Brasília nos dias 2 e 3 de março. “Foi definida pelos delegados uma recomendação para que o congresso entre na construção de uma greve geral”, acrescenta.

A última greve de professores da UFPR ocorreu em 2012. Professores do ensino federal paralisaram as atividades docentes por quatro meses, no que foi a mais longa greve da história das universidades federais. O principal motivo para a greve foi o não cumprimento do acordo de reestruturação de carreira por parte do governo federal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes