sáb 28 jan 2023
HomeCopa 2022Sonho outra vez adiado: Brasil perde nos pênaltis e está fora da...

Sonho outra vez adiado: Brasil perde nos pênaltis e está fora da Copa

Após empate por 1 a 1, croatas convertem todas as cobranças e agora enfrentam a Argentina nas semis. Na coletiva pós-jogo, Na coletiva, técnico Tite confirma saída da seleção

Depois de um empate “morno” por 1 a 1, a Croácia venceu o Brasil nos pênaltis (4×2) e garantiu vaga nas semifinais da Copa do Mundo. O time do leste europeu enfrenta agora a Argentina, que se classificou nos pênaltis contra a Holanda (4 a 3), após empate por 2 a 2 no tempo normal e na prorrogação. As equipes classificadas voltam a campo na próxima terça-feira (13), às 16h (de Brasília).

Hoje, Portugal e Marrocos, às 12h, e França e Inglaterra, às 16h, decidem os outros dois semifinalistas do mundial.

Confira os resultados das quartas de final e o chaveamento das semifinais.

Primeiro tempo de finalizações fracas

O Brasil começou o jogo buscando o ataque. Logo aos três minutos, Vinicius Jr. chutou sem força da entrada da área. Os croatas, ainda que não tenham conseguido reverter em chances de gol, iniciaram a partida agressivos, especialmente pelo lado direito, com Juranovic, que buscava uma rápida transição para o ataque.

Mesmo assim, quem criava as melhores oportunidades era a seleção brasileira. Aos 20 minutos houve uma blitz brasileira. Primeiro, em ótima tabela com Neymar, Vinicius Jr, conseguiu finalizar para a defesa do goleiro Livakovic. Na sequência, Neymar entrou driblando na área e bateu no gol. Apesar das boas infiltrações, as duas finalizações foram fracas.

Segundo tempo ainda morno

A etapa complementar começou um pouco melhor para a seleção brasileira. Logo aos dois minutos, o lado direito do ataque finalmente apareceu. Raphinha, em velocidade, acionou Éder Militão, que cruzou para Richarlison, mas o zagueiro Gvardiol desviou e quase fez contra.

Aos 9, Richarlison tocou para Neymar pela esquerda, que chutou de esquerda para boa defesa de Juranovic.

Tite então sacou Vinicius Jr e Raphinha para as entradas de Rodrygo e Antony. Na primeira jogada de Rodrygo, ele deu bom passe para Lucas Paquetá – outra vez boa defesa do arqueiro croata. Aos 35, outro chute de Paquetá, outra defesa de Livakovic.

Prorrogação

A prorrogação começou com um lance que parecia um ensaio para o desfecho da partida. No contra ataque, Modric abriu a bola pela esquerda, Kramaric driblou dois brasileiros e tocou no meio para Budimir que, de frente para o gol, isolou.

No último minuto do primeiro tempo da prorrogação, contudo, a zaga croata foi vazada. Neymar iniciou bela jogada pelo meio, tabelou com Rodrygo, driblou Livakovic e abriu o placar para o Brasil. A alegria, contudo, durou pouco. Faltando menos de quatro minutos para o fim da partida, Petkovic empatou o jogo após jogada de contra ataque pelo lado esquerdo, e levou a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças, Rodrygo perdeu a primeira cobrança, e Marquinhos a quarta. Os croatas converteram todas as cobranças e estão nas semifinais.

Jeito croata de jogar

Os números da partida mostram que a Croácia chutou apenas uma bola na direção do gol de Alisson. Na fase de grupos, a Croácia empatou sem gols nas partidas contra Bélgica e Marrocos, e venceu por 4 a 1 o Canadá. Nas oitavas, roteiro parecido com o deste sábado: vitória nos pênaltis (3 a 1) contra o Japão depois de empate por 1 a 1.

A estratégia deste ano é similar com a maneira de jogo dos croatas na edição de 2018 da Copa do Mundo, quando o time de Modric foi vice-campeão. Nas oitavas de final, a Croácia eliminou nos pênaltis a Dinamarca (2º lugar do Grupo C) em Níjni Novgorod, nas quartas-de-final também eliminou nos pênaltis a anfitriã, Rússia, e nas semifinais eliminou na prorrogação a Inglaterra. Estratégia ou não, o modelo de jogo é semelhante ao sistema adotado no durante a última copa e levou a seleção para a final.

Croácia em copas

Já independente da Iugoslávia, a Croácia participou pela primeira vez da Copa do Mundo em 1998, quando, curiosamente, obteve um ótimo desempenho e chegou às semifinais, conquistando o terceiro lugar. No último mundial, em 2018, os croatas chegaram ainda mais perto da taça. Na sexta participação, com a classificação para as semifinais, eles seguem na competição em busca de sua primeira vitória no mundial.

NOTÍCIAS RELACIONADAS