sáb 23 out 2021
HomeDestaquesTomorrow: quando o protesto vira arte

Tomorrow: quando o protesto vira arte

Ações do Grupo Voina viram filme. Foto: Front Row Reviews

Das prateleiras de uma loja, um grupo furta alimentos e logo sai às pressas. A cena de abertura do filme Tomorrow se repete entre fugas e andanças de indivíduos inquietos, revirando o lixo e partindo para o próximo alvo. Trata-se de artistas de rua e suas ações polêmicas, mas definitivamente propositadas. O Grupo independente Voina (termo russo para guerra), desde 2005, propõe performances e intervenções de crítica à extrema direita e ao Estado autoritário. Não se trata de coincidência se alguém lembrar da banda Pussy Riot, que se opõe ao presidente Vladimir Putin e divide com o grupo membros em comum.

“O roubo deve prosperar”, declara, entre um tom irônico e alegre, um dos membros. É nesse clima de amizade e cumplicidade que acompanhamos os projetos e o dia a dia do grupo, que durante o filme varre as noites na cidade de Moscou tentando tombar carros da polícia enquanto educa o bebê Kasper, sempre presente nas ações do bando. Acima desse ar lúdico, em que todos brincam, está o claro objetivo de criticar o atual regime e construir uma sociedade mais justa por meio da arte.

O que poderia ser reduzido a crimes de vandalismo e soar gratuito, aqui ganha o aspecto de arte contemporânea. A discussão da produção do filme – como será mostrado as ações dos integrantes e a busca de bons enquadramentos  – revela rigor estético e preocupação com o resultado artístico. Em meio à escuridão, as ações sempre bem iluminadas se transformam em um espetáculo e criam cenas que fascinam a quem assiste ao filme.

Tomorrow nos mostra como o Grupo Voina, com pouco mais de cinquenta membros, consegue obter sucesso ao transmitir o que acontece hoje nas ruas de Moscou do ponto de vista dos próprios artistas – insatisfeitos, mas em busca de mudanças.

Serviço

Filme Tomorrow

Local: Shopping Crystal, sala 2

Data: Quarta-feira,  12/06, às 19h

Entrada: R$ 5 (inteira)

Compra: no local, ou previamente pelo site do festival.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Populares

Comentários recentes