sáb 28 jan 2023
HomeCopa 2022Argentina vence México e ganha sobrevida na Copa

Argentina vence México e ganha sobrevida na Copa

Messi abre caminho da vitória no segundo tempo. Com triunfo, argentinos fazem duelo pela liderança do grupo contra a Polônia na última rodada

O sétimo dia de Copa foi decisivo para o rumo da Argentina na competição. Na mais esperada partida do dia, a equipe comandada por Lionel Scaloni venceu o México por 2 a 0 e assumiu a segunda colocação do Grupo C, com três pontos. Foi um jogo permeado por tensão para a Argentina, porque a seleção estreou na Copa com derrota de 2 a 1 para a Arábia Saudita. Caso perdesse para o México, a alviceleste daria adeus ao mundial e perderia a chance de lutar pelo tricampeonato.

Confira a classicação atualizada da Copa do Mundo do Catar.

Durante o primeiro tempo, o placar ficou intacto. Aos 18 minutos do segundo tempo, Messi marcou o gol tão almejado pela torcida argentina ao bater da entrada da área no canto esquerdo do goleiro Ochoa. Enzo Fernández, por sua vez, ampliou em chute forte da entrada da área. A equipe venceu o México pela décima sexta vez na história.  

Na outra partida do grupo, mais cedo, a Polônia venceu a Arábia Saudita por 2 a 0. A Polônia chegou à liderança do grupo C com os gols marcados por Zielinski e Lewandowski, que assinalou apenas seu primeiro gol em copas. Na arquibancada, a torcida da Arábia Saudita, confiante após a vitória histórica contra a Argentina, lotou o estádio Cidade da Educação. O sonho da classificação para as oitavas de final, ocorrido apenas na copa de 1998, ficou para a próxima quarta-feira (30), quando os sauditas terão uma partida decisiva contra o México.

Grupo D

Na primeira partida do dia, a Austrália abriu o placar com um gol de cabeça de Duke, aos 22 minutos do primeiro tempo. A Austrália venceu a Tunísia por 1 a 0. Apesar da derrota, a seleção tunisiana ainda terá chances de se classificar para as oitavas de final e jogará contra a França na próxima quarta-feira (30), ao meio-dia (horário de Brasília). 

Finalizando as partidas do grupo D, a França venceu a Dinamarca por 2 a 1 e garantiu sua classificação para as oitavas de final. A disputa foi acirrada durante o primeiro tempo, que finalizou com placar de 0 a 0. Na segunda parte do jogo, o camisa 10 da seleção francesa, Mbappé, abriu o placar e foi o autor dos dois gols. Christensen marcou o único gol da Dinamarca. A seleção dinamarquesa entra em campo contra a Austrália na próxima quarta-feira. 

Disputa entre Argentina e México é destaque no grupo C

Antes mesmo da partida que ocorreu neste sábado (26), os torcedores argentinos e mexicanos já estavam com os nervos à flor da pele. Na última quinta-feira viralizaram vídeos nas redes sociais em que as torcidas das duas seleções entraram em conflito nas ruas de Doha, no Catar. Hoje, no estádio Lusail, durante o jogo decisivo, dois torcedores da seleção argentina saíram presos, um com o rosto sangrando, de acordo com a Folha de S. Paulo. 

A torcida mexicana não tem memória curta e via o jogo de hoje como uma oportunidade de mudar o histórico de derrotas para a Argentina. A rivalidade entre os dois países começou na primeira Copa do Mundo, em 1930, no Uruguai. Na ocasião, as seleções competiram na fase de grupos, e o México foi derrotado por 6 a 3. A Argentina também saiu vitoriosa nas duas vezes em que duelou contra o México nas Copas de 2006 e 2010. No Mundial de 2006, na Alemanha, aos 8 minutos de prorrogação do primeiro tempo, o gol de Maxí Rodriguez foi o responsável por fazer a Argentina campeã, com o placar final de 2 a 1. 

O jogo entre México e Argentina na Copa de 2010, na África, fez o técnico Maradona sair orgulhoso da seleção, e o México, outra vez, triste. Os hermanos Carlos Tévez e Gonzalo Higuaín marcaram três gols contra o rival, que fez um gol. Antes desta Copa, os países latino-americanos já tinham se enfrentado 31 vezes em Mundiais, Copa América e amistosos. Destes jogos, a Argentina venceu 15 vezes, empatou 12 e o México ganhou quatro partidas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS